Serviço de inspeção para produtos de origem animal

Programa garante registro dos estabelecimentos por meio de monitoramento da qualidade dos produtos de origem animal

Segunda-Feira, 26/09/2022 | Secretaria Executiva de Comunicação .

Comerciantes de Angra dos Reis que trabalham com produtos de origem animal contam com um importante serviço municipal de inspeção em seus estabelecimentos. Por meio da Lei 1.283/50, o Serviço de Inspeção Municipal de Produtos de Origem Animal (SIM POA) garante registro dos estabelecimentos por meio de monitoramento da qualidade dos produtos de origem animal. O programa atende supermercados e entrepostos de pescado e é ofertado pela Secretaria Executiva de Agricultura, Aquicultura e Pesca.

– O serviço de inspeção de produtos de origem animal municipal oferece garantias sanitárias aos estabelecimentos e aos consumidores. Isso agrega valor e gera emprego e renda no município. Graças a ele, o consumidor tem acesso a um produto de alta qualidade. Desejamos sucesso aos empreendedores que já adotaram o serviço oferecido por nossa secretaria – comentou Wagner Junqueira, secretário-executivo de Agricultura, Aquicultura e Pesca.

Estão aptos a receber a inspeção os estabelecimentos que manipulem produtos como linguiças, presuntos, salsichas, almôndegas, hambúrgueres, carnes temperadas, carnes resfriadas, carnes congeladas, peixes de água doce e salgada em filés e postas, polvos, camarões, vieiras, ostras, rãs, bolinhos de peixe, kibes de peixe, ovos frescos ou processados, farinha de clara, farinha de gema, leites refrigerados e U.H.T, queijos, iogurtes, manteigas e doces de leite.

– O objetivo da inspeção sanitária de produtos de origem animal é orientar o produtor de acordo com a legislação sanitária vigente. É importante que o município possua estabelecimentos onde o produto possa ser preparado e manipulado com segurança, evitando contaminação. Temos o objetivo de oferecer um alimento com qualidade e seguro à população. Isso é muito importante ao empreendedor também – complementou Luciana Assumpção, veterinária responsável pelo serviço.

Nos estabelecimentos onde são manipulados pescados, por exemplo, os produtos chegam em caminhões, são recepcionados e vão para a manipulação, onde são limpos, encerados, embalados e congelados. Os locais de entrada e saída dos produtos nos estabelecimentos precisam ser diferentes, para que se evite alguma possibilidade de contaminação cruzada. A higiene é o fator fundamental em todo o processo.

– Procuramos o serviço junto à Secretaria Executiva de Agricultura, Aquicultura e Pesca e hoje cumprimos com todas as normas e já estamos com o alvará. O produto aqui é muito bem tratado, manipulado e higienizado. Prezamos sempre pela melhor forma possível de armazenamento e pela qualidade perfeita do produto para o consumidor. Espero que possamos cada vez melhorar mais e mais – frisou Anderson Maia, dono do entreposto de pescado Rei do Camarão.

Para obter mais informações sobre a abertura do processo do SIM POA (Serviço de Inspeção Municipal de Produtos de Origem Animal) o empreendedor interessado pode ligar para o número 3377-1780 ou ir até a sede da Secretaria de Agricultura, Aquicultura e Pesca, localizada no Calçadão Nelcyr Bitencourt Cabral, 189 B - Coronel Carvalho.