Curso de LIBRAS promove maior inclusão

Ampliar a comunicação entre todos os moradores também faz parte do projeto Angra, Cidade Inclusiva

Terça-Feira, 16/08/2022 | Secretaria Executiva de Comunicação .

Moradores de Angra dos Reis vêm tendo a oportunidade de transformar o município cada vez mais num lugar onde todos estão incluídos numa sociedade de acessos igualitários.

A partir do projeto Angra, Cidade Inclusiva, lançado em junho deste ano pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, o governo assumiu o compromisso de criar, monitorar e garantir a implementação de políticas públicas para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

Dentro dessa perspectiva também está o direito à comunicação de pessoas surdas em todos os ambientes de uma sociedade inclusiva. Por isso, a instrução da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) para qualquer cidadão é tão importante como ferramenta de inclusão social.

LIBRAS é uma língua de modalidade gestual-visual em que é possível se comunicar através de gestos, expressões faciais e corporais. É reconhecida como meio legal de comunicação e expressão desde 24 de abril de 2002, através da Lei Nº10.436.

Atualmente a Prefeitura de Angra, por meio da Secretaria de Educação, oferece gratuitamente aulas de LIBRAS a qualquer cidadão que tenha o interesse em saber a língua.

O instrutor de LIBRAS, Jeovane Morais, explica que, para frequentar o curso, não é exigido qualquer pré-requisito, além do interesse e dedicação.

- Qualquer pessoa pode aprender LIBRAS, desde que se dedique como em qualquer aprendizagem de um idioma. Temos aqui em nosso curso pessoas de todas as idades e profissões. Fico muito feliz em poder ensinar LIBRAS e que cada vez mais pessoas possam se comunicar com clareza, surdas ou não - disse Jeovane.

A cada semestre são abertas novas turmas. Neste período que se inicia, há uma turma de nível 2 (mais avançado) e duas turmas de nível básico, manhã e noite, com cerca de 30 pessoas aprendendo e se aperfeiçoando em LIBRAS.

Segundo a diretora da E. M. de Educação de Surdos, Elaine Jaques Sotero, para a comunidade surda é de extrema importância que cada vez mais pessoas saibam se comunicar em LIBRAS.

- Atualmente, temos em Angra uma comunidade surda de cerca de 200 pessoas. Faz toda diferença na vida dessas pessoas que a sociedade saiba se comunicar com elas através de LIBRAS. Ao acessar serviços públicos como hospitais e comércios como supermercados e até mesmo no meio familiar, faz toda diferença quando uma pessoa surda que se comunica através da LIBRAS se depara com um não surdo que também sabe a língua de sinais – ressaltou Elaine.

Quem tem familiares ou já se atentou que a LIBRAS é fundamental para uma sociedade inclusiva, está investindo seu tempo para aprender esse idioma. Esse é o caso de Alan Nascimento, que possui sobrinhos surdos. Ele sentiu a necessidade de melhorar a comunicação com eles e também já utiliza os conhecimentos que vem tendo no curso de LIBRAS para a evangelização na igreja de que participa.

- Melhorou muito minha comunicação com meus sobrinhos que são surdos e logo vi a necessidade de LIBRAS para toda a sociedade. Agora, quero me aperfeiçoar cada vez mais para utilizar a língua de sinais na evangelização na igreja de que participo. Acredito que, em todos os grupos sociais, deva ter pessoas que saibam LIBRAS para garantir a comunicação entre todos – disse Alan.

Para se inscrever no curso de LIBRAS, oferecido pela Prefeitura de Angra, basta enviar um e-mail com os dados pessoais do interessado (nome, endereço, telefone de contato) para o endereço: emes.angra.libra@gmail.com. As turmas são montadas semestralmente, conforme as vagas vão sendo preenchidas. Quem quiser, já pode se inscrever para as turmas do ano que vem.