Fiscalização impede aterro irregular na Itinga

Local fica em área de mangue que é Zona de Preservação. Ação do Imaar, com a PM, identificou e interditou o local, que passará por recuperação

Quinta-Feira, 21/07/2022 | Secretaria Executiva de Comunicação .

O Instituto Municipal do Meio Ambiente (Imaar) da Prefeitura de Angra realizou, nesta semana, uma ação de fiscalização no bairro da Itinga, coibindo um aterro irregular na localidade, em área de mangue. A identificação da irregularidade foi feita dentro do monitoramento regular que o instituto tem feito nas diversas localidades do município. O objetivo é impedir loteamentos clandestinos e o avanço de ocupações irregulares, além de proteger áreas de preservação.

Conforme define a APA local, a área aterrada é uma Zona de Preservação (ZP). A partir da constatação da irregularidade, a equipe do Imaar interditou o local e, com o apoio de uma escavadeira disponibilizada pela Secretaria Executiva de Serviço Público, deu início ao desaterramento e retirada de materiais. Também foram feitos obstáculos no entorno, para impedir a chegada de caminhões. O trabalho de recuperação do local aterrado continua.

– Também vamos continuar monitorando a área e assim que identificarmos os responsáveis eles serão autuados e processados, como determina a lei – ressalta o superintendente de Meio Ambiente.

Em conjunto com o Imaar, participaram da ação de fiscalização a Polícia Militar e a Secretaria de Desenvolvimento Regional, por meio da Secretaria Executiva de Serviço Público.

A população pode auxiliar o Poder Público no combate a irregularidades e na preservação ambiental pelo Linha Verde, programa do Disque Denúncia, com a garantia do anonimato. O telefone 0300-253-1177 (custo de uma ligação local). Outra opção é o aplicativo Disque Denúncia RJ, para onde é possível enviar fotos e vídeos.