Fim de semana com música e ecologia na Ilha Grande

Festival terá concurso de músicas, eventos e palestras com temática ecológica e shows com Vanessa da Mata, Blitz, Sereno e Violada Caiçara

Quinta-Feira, 07/07/2022 | Secretaria Executiva de Comunicação .

De amanhã, sexta-feira (8), até domingo, 10 de julho, a Vila do Abraão receberá a 19ª edição do Festival de Música e Ecologia da Ilha Grande, evento organizado pela Prefeitura de Angra por meio da Secretaria Municipal de Eventos que, neste ano, retorna de forma presencial, em meio a todas as belezas naturais de um lugar reconhecido como Patrimônio Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco).

Além do show da banda de rock/pop Blitz, na sexta-feira, às 22h30 – seguido pela apresentação da Sereno, de Reggae Rock, às 1h, já no dia 9 –, no sábado, às 20h30, acontece a apresentação dos finalistas do festival, com a noite sendo encerrada com a performance da cantora Vanessa da Matta, às 23h30. No domingo, 10, finalizando a programação musical, acontece a Violada Caiçara, às 20h30.

Um evento para brindar a ecologia

Neste ano, o evento terá uma interessante e importante novidade. A Secretaria Executiva da Ilha Grande implantará o conceito do Copo Eco. Produzido pela empresa Meu Copo Eco, o copo, feito de polipropileno sustentável, é retornável e 100% reciclável após a duração de sua vida útil.

Haverá um estande para que cada pessoa possa comprar o copo, que será personalizado com o mapa da Ilha Grande, o título de Patrimônio Mundial da Unesco e informações pertinentes às práticas de substituição de copos descartáveis de plástico, de origem sintética, derivados de combustível fóssil ou não biodegradáveis, por copos reaproveitáveis.

O valor do copo será de R$ 10,00 e, ao fim do evento, ele poderá ser devolvido em boas condições no estande e seu valor ressarcido ao comprador. Quem não quiser devolvê-lo, poderá levá-lo para casa como recordação do festival. O objeto também poderá ser adquirido direto nas barracas.

Programação cultural e ecológica enriquece o evento

Além da questão musical, o evento também vai oferecer uma programação cultural e ecológica durante os três dias, reforçando a importância de práticas de conscientização ambiental, não apenas durante o festival, mas diariamente, na rotina de cada um, em qualquer lugar.

A abertura oficial do evento acontece às 10h. Durante todos os dias do festival, turistas e moradores poderão visitar diversas exposições permanentes: Exposição de Fotografias Locus Histórico; Exposição Artística dos Alunos da Escola Saco do Céu (gravuras e artesanato) referenciando o Meliponário BeePoint Ilha Grande; Exposição de Diversas Artes – Artistas locais da Ilha Grande e Exposição de fotografia Patrimônio em Foco.

Na sexta, 8 de julho, haverá também a seguinte programação: às 11h, exibição de curta-metragem do Meliponário BeePoint, seguido de workshop sobre Meliponicultura; às 13h, projeto Brincando na Praça; às 14h, início da Pintura Coletiva; às 15h30, atração surpresa; às 16h, apresentação do espetáculo “Sucatinha”, abordando a temática para soluções ambientais e conscientização (Casa de Cultura), e às 17h, finalizando a programação cultural-ecológica, apresentação do Quintal do Circo com “O espetáculo não pode parar” – cortejo e perna de pau (Casa de Cultura).

No sábado (8), as atividades começam a partir das 9h, com uma ação de conscientização ambiental efetuada pela Brigada Mirim da Ilha Grande); às 10h30 acontece a exibição do vídeo documentário “Rampa Caiçara” e, no mesmo horário, apresentação do espetáculo “Sucatinha”, abordando temática relacionada a soluções ambientais e conscientização. (Casa de Cultura). Às 11h tem Roda de Vivência com Seu Celino Canoeiro – canoa caiçara –, artesanato com madeira local, miniaturas de barcos e exposição de canoa caiçara; às 12h, pintura coletiva; às 14, apresentação MarulhoEco – palestra sobre a importância do oceano (2021-2030), a problemática da poluição por plástico e alternativas inspiradoras à resolução deste problema; às 15h, exibição de videodocumentário “Patrimônio Cultural – Tesouros arqueológicos registrados pelo IPHAN”; às 15h30, workshop “Patrimônio Cultural – Tesouro arqueológico”; às 16h, será efetuada uma roda de conversa com Cláudio Barcelos e o IPHAN, e às 16h15, finalizando a programação, roda de conversa sobre patrimônio cultural material e imaterial com o superintendente regional do IPHAN Costa Verde, Rafael Nascimento.

No domingo, 10 de julho, último dia do festival, a programação começa às 9h, com uma nova ação de conscientização da Brigada Mirim, seguida por exposição de artesanato local e apresentação do espetáculo “Sucatinha”, abordando a temática referente a soluções ambientais e conscientização (Casa de Cultura), às 10h; às 11h, workshop gastronômico realizado por cozinheiros caiçaras, cozinhando o prato típico – Peixe com Banana – e posterior degustação do público; às 12h, as atividades culturais e ecológicas serão concretizadas com a finalização da pintura coletiva.

Músicos finalistas concorrem a um total de R$ 18 mil

Neste ano houve recorde de inscrições no Festival de Música e Ecologia da Ilha Grande. Enquanto na última edição presencial, em 2019, 149 compositores inscreveram canções, em 2022 foram 219.

São 8 finalistas no Tema Livre e 5 finalistas no Tema Ecologia. No total serão distribuídos R$ 18 mil entre os vencedores das seguintes categorias: 1º, 2º e 3º lugar da Melhor Música – Tema Livre; Melhor Música – Tema Ecologia e Melhor Intérprete.

MÚSICAS SELECIONADAS

TEMA LIVRE

Música: Amizade
Autores: Cadu Correa e Daniel Cavalcanti
Banda: Daniel Cavalcanti Grupo
Angra dos Reis

Música: Céu
Autor: Yasmin Silveira Moura
Resende – RJ

Música: Deixa Florescer
Autor: João Guilherme de Oliveira
Banda: Guaiamumm
Paraty – RJ

Música: Eu Quero Viajar, Eu Quero Voar
Autor: Helder Huguenin
Banda: Ipaum Guaçu
Angra dos Reis – RJ

Música: Encarnada
Autores: Ritinha Carvalho e Sandro Dornelles
São Paulo – SP

Música: Tempo
Autores: Karina Braz e Pablo Piedade
Banda: Karina Braz e Banda
Paraty – RJ

Música: Varandas
Autor: Antonio Carlos Mariano
Rio de Janeiro – RJ

Música: Voar
Autor: Marcelo Rodrigues
Banda: Gaia
Rio de Janeiro – RJ

Música: Yalodê Yewá – Enquanto
Autor: Daniele Valente
Mangaratiba – RJ


TEMA ECOLOGIA

Música: Baía da Ilha Grande
Autor: Vanir de Oliveira Fonseca
Angra dos Reis – RJ

Música: Beira do Cais
Autores: Teo Gomes e Iago Mendes
Angra dos Reis – RJ

Música: Deixa eu Falar
Autor: Lucas Santos de Jesus
Banda: Mister Big
Angra dos Reis – RJ

Música: Hino à Baía da Ilha Grande
Autor: Cagerio
Angra dos Reis – RJ

Música: Vem pra Ilha
Autores: Juninho Ilha e Hermanny Rodrigues
Banda: Café e Cogumelos
Angra dos Reis – RJ

PREMIAÇÃO

MELHOR MÚSICA - TEMA LIVRE - PRÊMIO MAESTRO GALLOWAY
1º lugar: R$ 5.000,00 + troféu
2º lugar: R$ 3.000,00 + troféu
3º lugar: R$ 1.500,00 + troféu

MELHOR MÚSICA - TEMA ECOLOGIA - PRÊMIO MARCELO RUSSO
Vencedor único: R$ 4.500,00 + troféu

MELHOR INTÉRPRETE
Vencedor único: R$ 4.200,00 + troféu.