Famílias vítimas das chuvas recebem ajuda humanitária

Itens adquiridos com a verba da União começaram a ser entregues nesta quinta-feira (19) aos moradores do Parque Mambucaba

Quinta-Feira, 19/05/2022 | Secretaria Executiva de Comunicação .

Famílias do Parque Mambucaba impactadas pelo volume histórico de chuva registrado no início de abril, começam a receber, nesta quinta-feira (19), cestas de alimentos, colchões e kits de higiene pessoal, limpeza e dormitório adquiridos com recursos da assistência humanitária que a União destinou para Angra dos Reis. A entrega no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) da comunidade mobilizou 25 profissionais.

Sandra Regina da Silva, de 51 anos, foi uma das primeiras a ser atendida pelo Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) do Parque Mambucaba. A moradora relata que vem sobrevivendo com as doações e programas ofertados pela Prefeitura.

- Estou desempregada e, além disso, perdi móveis, alimentos, e quase tudo que havia na minha casa. Se não fosse a ajuda que venho recebendo, não sei como estaria sobrevivendo – disse.

Ao todo serão distribuídas 4.879 cestas básicas (com 19 tipos de alimento), 2.500 kits de higiene pessoal (com 14 produtos), 4.789 kits de limpeza (com 17 itens), 500 colchões de solteiro e 2.500 kits dormitórios, com lençol, fronha e cobertor. As entregas estão sendo organizadas pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Promoção da Cidadania e vão atender ainda famílias da Ilha Grande, Monsuaba e outras localidades também atingidas pelas chuvas.

O critério para definir os beneficiários levou em consideração informações da Defesa Civil (notificações, interdições e apontamentos de ruas e áreas alagadas), além dos atendimentos realizados pelo Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) das áreas atingidas pelas chuvas.

- Nosso acolhimento às famílias vítimas das chuvas foi rápido e, inicialmente, o município utilizou recursos próprios para atender essas pessoas que precisaram de alimentos, medicação, roupas, entre outros itens. Agora damos continuidade à assistência e vamos continuar acompanhando esses moradores por meio dos CRAS – ressaltou o secretário de Desenvolvimento Social, Eduardo Sampaio, lembrando que a assistência a estas famílias será mantida através dos programas sociais ofertados pelo CRAS.