Prefeitura atua na desobstrução da Estrada de Dois Rios

Equipe de engenheiros do DER-RJ percorre o trajeto para avaliação sobre futuras intervenções

Sexta-Feira, 06/05/2022 | .

Acompanhados do secretário municipal de Obras, Alan Bernardo, e da ilha Grande, Carlos Kazuo, técnicos do Departamento de Estradas e Rodagens (DER-RJ) visitaram a estrada que faz a ligação entre a Vila do Abraão e Dois Rios, na Ilha Grande, na quinta-feira, 5 de maio. Nas últimas semanas, a Prefeitura vem prestando apoio ao Instituto Estadual do Ambiente (INEA) na desobstrução da estrada, único acesso à localidade, onde vivem cerca de 80 pessoas. A região é uma Área de Proteção Ambiental (APA), sob responsabilidade da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), responsável pela manutenção de rotina da via.

– Em ações que combinaram o trabalho de homens e máquinas que foram deslocadas aqui para a região da Estrada de Dois Rios, conseguimos atuar nos pontos mais críticos para a desobstrução da via. Nosso objetivo é dar todo apoio para que as pessoas possam circular sem correr riscos. Não temos amparo legal para realizar intervenções definitivas, uma vez que esta é uma área de preservação ambiental, dentro de uma área estadual. Por isso, a visita dos técnicos do DER-RJ foi muito importante. Seguiremos dando apoio ao Governo do Estado e à população da Ilha Grande – explica o secretário de Obras.

Além de avaliar as condições da estrada, os técnicos e secretários se reuniram com o vice-presidente da Associação de Moradores local para explicar a situação aos moradores da região, uma vez que qualquer intervenção definitiva na região exige uma série de licenças ambientais. O objetivo, neste momento, é deixar a estrada segura para o fluxo da população. O encontro contou ainda com a presença do secretário executivo de Desenvolvimento Regional, Tiago Murilo, e representantes do Centro de Estudos Ambientais e Desenvolvimento Sustentável (CEADS-UERJ) e do Parque Estadual da Ilha Grande (PEIG-INEA), e serviu para o planejamento de ações de curto e médio prazo.



História

De acordo com a professora de biologia da UERJ e diretora do CEADS Sonia Barbosa dos Santos, a estrada que faz a ligação entre a Vila do Abraão e Dois Rios é remanescente do presídio e foi construída pelo governo federal da época, passando a servir à população local e à universidade, depois que a unidade foi implodida. Trata-se de uma estrada estadual e que cabe à Uerj a manutenção. Já obras de grande porte e intervenções permanentes cabem aos órgãos de infraestrutura estadual. Segundo a diretora, já existe, por parte da Uerj, um projeto para o trajeto, uma vez que a área exige a observação de legislações ambientais específicas.

– Estamos em uma área de preservação ambiental e não podemos simplesmente fazer o que quisermos. É preciso ter atenção para que possamos garantir o mínimo impacto ao meio ambiente em toda essa área. Qualquer intervenção demanda licenciamento ambiental. Como fomos atropelados pelas chuvas em abril – e que serão uma tendência cada vez mais forte no sudeste –, temos agora é que restabelecer o trânsito com segurança para as pessoas e veículos na estrada. A longo prazo é que poderão ser feitas obras de recuperação, em uma série de ações coordenadas. Temos que aliar a conservação ambiental à presença humana e isso não é algo imediato – explica a diretora do CEADS.