Maternidade retornará para a Santa Casa na próxima semana

Com isso, o Hospital Municipal da Japuíba poderá ampliar a quantidade de cirurgias eletivas

Sexta-Feira, 21/01/2022 | Secretaria Executiva de Comunicação .

Os últimos ajustes para o retorno da maternidade para a Santa Casa foram discutidos em uma reunião, nesta sexta-feira (21), no auditório da unidade de saúde localizada no Centro de Angra. O objetivo é realizar essa mudança na próxima semana.

- Durante dois anos precisamos usar a Santa Casa para fazermos o nosso Centro de Referência da Covid e, neste momento em que temos uma queda nos números, podemos voltar com a maternidade. É um retorno com legado. Continuarão aqui os leitos e equipamentos adquiridos pela prefeitura para o combate à pandemia. O prédio também foi todo reformado. As futuras mamães terão muito mais benefícios – garantiu o secretário municipal de Saúde.

O secretário de Saúde conduziu a reunião que contou com a presença de diversos profissionais da área. O Hospital de Praia Brava foi representado pelo diretor-superintendente e seu diretor-técnico; o provedor da Santa Casa e o presidente do Conselho Municipal de Saúde também acompanharam a discussão, assim como seis vereadores, incluindo o presidente e o vice da Comissão de Saúde da Câmara e a líder do Governo no Legislativo.

- Vamos nos empenhar para sermos os mais produtivos, contando sempre com a parceria do município. Esse é o direcionamento que estou passando a todos os nossos funcionários e, assim, vamos crescendo e nos modernizando. A Santa Casa estará sempre de portas abertas para a prefeitura e para a comunidade angrense – afirmou o provedor da Santa Casa.

O presidente da Comissão de Saúde da Câmara lembrou que a união entre Prefeitura, Câmara e outras instituições foi positiva no combate à pandemia.

- Mesmo com toda a dificuldade, temos uma saúde de referência na questão da covid. Vale ressaltar que ninguém faleceu por falta de respirador, de equipamento, pelo contrário, tivemos aqui um Centro de Tratamento da Covid referência em todo o país – afirmou o vereador.

Ao fim do encontro foi realizada uma visita ao espaço que abrigará a maternidade. Provisoriamente, o setor dividirá o mesmo prédio com o Centro de Referência Covid-19, que além de contar com leitos para pacientes com a doença sedia ainda o Centro de Triagem do Centro. Embora haja o compartilhamento do imóvel, os fluxos serão diferentes e não haverá risco para as gestantes e seus acompanhantes.

A recepção da maternidade ficará na primeira entrada da Santa Casa, onde tem uma porta de vidro. De lá, a gestante será levada para o segundo andar em um elevador exclusivo. Neste espaço estarão 40 leitos no total, além de 12 leitos de UTI neonatal. Ainda neste andar uma área foi isolada e nela foram instalados quatro leitos para receber gestantes positivadas para covid. Esse é um local onde as pacientes receberão todos os cuidados necessários sem oferecer risco para as outras mães e bebês.

As gestantes que procurarem a Santa Casa poderão contar também com dois centros cirúrgicos totalmente equipados, com aparelhos novos e modernos. E em breve haverá mais novidades. Uma emenda da 1ª dama do município e deputada estadual vai tornar realidade a Casa da Mulher. Neste espaço será disponibilizado todo tipo de serviço na área médica para a mulher, como, por exemplo, mamografia e preventivo.

A volta da maternidade para a Santa Casa vai permitir ainda com que o Hospital Municipal da Japuíba (HMJ) amplie seus serviços, principalmente as cirurgias eletivas, que estavam limitadas já que os centros cirúrgicos do HMJ vinham sendo utilizados para partos.