PF e prefeitura coíbem pesca irregular

Embarcações e pescado foram apreendidos e os responsáveis autuados. Período de defeso deve ser respeitado

Sábado, 15/05/2021 | Superintendência de Comunicação .

Uma ação conjunta da Polícia Federal e da Prefeitura de Angra dos Reis realizada nesta sexta-feira (14), no mar da Ilha Grande, resultou na prisão de quatro pescadores que estavam praticando o arrasto de camarão durante o período do defeso. Foram apreendidos dois barcos e cerca de 100 quilos de insumos marinhos, dentre eles aproximadamente 30 quilos de camarão. A ocorrência foi encaminhada à delegacia da Polícia Federal de Angra dos Reis.

Da parte da prefeitura a ação foi realizada pela Secretaria de Segurança Pública do município, com o apoio do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), Fiscalização de Posturas, Vigilância Sanitária e policiais do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis).

Após pagarem fiança, os pescadores foram liberados, mas responderam pelo crime de pesca em período proibido, cuja pena pode chegar a três anos de detenção. O pescado apreendido foi destinado a instituições filantrópicas no município de Angra dos Reis.

Houve tempo para que a equipe da operação devolvesse algumas espécies ao mar. Arraias, polvos e caranguejos que agonizavam presos na rede de arrasto puderam sobreviver.

Segundo instrução normativa do Ibama, a pesca do camarão é proibida durante o período de 1º de março a 31 de maio deste ano, com o intuito de preservar a reprodução da espécie e garantir a continuidade da viabilidade comercial da pesca durante o restante do ano. A Polícia Federal informa que até o final do período de defeso serão feitas operações diárias visando coibir e prevenir a pesca ilegal de camarão.

A população pode contribuir com a preservação ambiental e o defeso. O Disque Denúncia de Angra, serviço conveniado à prefeitura, tem na Linha Verde um canal específico para receber denúncias de crimes ambientais. O número é 0300 253 1177 (custo de ligação local). Outra opção é o aplicativo para celulares “Disque Denúncia RJ”, por onde se pode enviar fotos e vídeos. Pelo telefone ou app, o anonimato é garantido.