Polícia identifica atividade potencialmente poluidora

Ação foi possível em função de uma denúncia repassada ao Linha Verde

Quinta-Feira, 01/04/2021 | Superintendência de Comunicação .

Uma denúncia de crime ambiental encaminhada pelo programa Linha Verde (0300 253 1177) do Disque Denúncia levou policiais militares a flagrarem, nesta quinta-feira (1º), uma empresa de reciclagem que operava sem as licenças devidas, no bairro da Ribeira, degradando uma área com cerca de 500 metros quadrados

Após receberem a denúncia, os agentes da Unidade de Policiamento Ambiental do Parque Estadual da Juatinga se dirigiram à rua Ilha Senhor do Bonfim, onde fizeram contato com um homem que se encontrava no estabelecimento. Ao ser questionado sobre a licença de operação necessária para reciclagem de sucatas e alumínio, o mesmo informou não a possuir, apresentando apenas um CNPJ, cujo endereço estaria em desconformidade com o local.

Dessa forma, segundo a equipe da 4ª UPAm, a reciclagem estaria em desacordo com o decreto 46.890 do Sistema Estadual de Licenciamento Ambiental e demais Procedimentos de Controle Ambiental (SELCA), além da resolução 52/2012 do Instituto Estadual do Ambiente e em desconformidade também com o artigo 60 da lei de crimes ambientais. Em função disso, o encarregado foi conduzido à 166ª DP, onde a ocorrência foi registrada.

Vale reforçar que o Linha Verde já recebeu desde o início do ano, 125 denúncias sobre crimes ambientais na cidade de Angra dos Reis e os assuntos mais denunciados tem sido: maus tratos contra animais (36), desmatamento florestal (27), extração irregular de árvores (24) e construção irregular (22).

Para continuar denunciando, a população pode ligar para o número 0300 253 1177 do Disque Denúncia (custo de ligação local), serviço conveniado à Prefeitura de Angra, ou utilizar o aplicativo para celulares “Disque Denúncia RJ”. Em todos os canais, o anonimato é garantido ao denunciante.