Turma de formação em robótica recebe certificado

Objetivo é aproximar os jovens da tecnologia e da inovação

Sexta-Feira, 26/02/2021 | Superintendência de Comunicação .

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Angra realizou na quinta-feira, às 14h, a finalização da primeira turma do Curso de Introdução a Programação e Robótica. Com total de 42h, o curso aconteceu no Centro de Estudos Ambientais (CEA), promovido por meio de uma parceria entre a prefeitura e alunos de Engenharia do Cefet-Angra.

O curso é um projeto-piloto experimental e tem como objetivo incentivar pessoas de todas as idades a se envolver com programação. A turma iniciou com 12 alunos e finalizou com nove. Na cerimônia de encerramento, o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico falou sobre a importância do curso e do incentivo dos pais e familiares, que estavam presentes.

Após, o diretor de Projetos, Pesquisa e Inovação, Samuel Teodoro Ferreira, responsável pelo projeto, fez uma palestra sobre a importância de se aprender programação. Ele frisou que com a pandemia e a necessidade de isolamento social em quase todos os países, a carreira de programador teve alta demanda, inclusive no Brasil, com aumento de 100% na busca por profissionais especializados. O diretor frisou a importância do trabalho em equipe, a necessidade de um profissional saber transitar em todas as áreas do processo de desenvolvimento de um site, de um aplicativo ou de um software qualquer, processo este que vai desde a preocupação com os dados, até a estética visual e a usabilidade para melhor experiência de quem utiliza a tecnologia.

Também foram apresentadas as inúmeras possibilidades e áreas para se trabalhar, desde carros autônomos que possuem alta tecnologia embarcada, até ambientes inteligentes. Após a palestra, o professor Jonni Guiller, do Cefet, falou sobre a carreira acadêmica, a ciência e o empreendedorismo, suas experiências como empreendedor e os talentos descobertos no Cefet-Angra. Felipe Voto, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, falou sobre o Escola de Talentos, projeto da pasta que está em andamento e visa implementar uma escola profissionalizante em Angra dos Reis.

A cerimônia foi encerrada com a entrega dos certificados para os alunos concluintes. Ao longo do curso os alunos aprenderam noções introdutórias de programação e mecanismos motorizados, com estímulos para as disciplinas de matemática, física, mecânica, ciências, história, computação, dentre outras. As atividades desenvolvidas fortalecem habilidades para o trabalho em grupo, a cooperação, tomadas de decisões, planejamento e promoção do respeito e diálogo.

– Países desenvolvidos têm trabalhado desde a década passada para incentivar as novas gerações a mergulharem de cabeça nas tecnologias. O mercado tem se modificado muito ao longo dos últimos anos, convergindo para a modernização. Estudos comprovam que quanto mais cedo o jovem for iniciado em programação, mais ele será bem-sucedido no domínio das tecnologias – explica o coordenador de Projetos, Pesquisa e Inovação da Prefeitura de Angra, Samuel Teodoro Ferreira.

O curso propôs, através de desafios, estimular pessoas de todas as idades a mergulhar nas chamadas “Stem” (abreviação para “science, tecnology, engineering e matemathics”; em português: ciência, tecnologia, engenharia e matemática).

– Além de introduzir os jovens nas Stem, também discutimos com esses jovens sobre carreiras, tais como as de engenharias, e sobre novos modelos de negócios, como as startups – acrescentou o coordenador. Ele destaca que o projeto foi escrito e desenvolvido para iniciar os participantes na chamada “internet das coisas”, uma das áreas mais promissoras de programação.