Rio do Choro ganha ecobarreira

Medida visa impedir a passagem de lixo flutuante e poderá ser ampliada para outros locais da cidade

Quinta-Feira, 25/02/2021 | Superintendência de Comunicação .

O Saae/Angra implantou hoje (25), de forma experimental, uma ecobarreira na foz do Rio do Choro, no São Bento. É um sistema de boias com gradil, presas em cabos de aço. O objetivo é impedir a passagem de lixo flutuante e auxiliar na despoluição da Baía da Ilha Grande.

- A medida não resolve o problema, mas ajuda a diminuir a poluição marinha. A retirada dos resíduos se dará, a princípio, de forma manual e, em caso de grande quantidade, com o apoio de uma retroescavadeira – explicou o presidente do Saae/Angra.

A ecobarreira no Rio do Choro foi doação de uma empresa e teve custo zero para a prefeitura. Futuramente o projeto poderá ser ampliado para outros pontos do município. Para isso acontecer vai depender dos resultados e do custo de implantação, que poderá ser custeada por fundos ambientais já existentes.

Secretarias relacionadas: SAAE