Projeção na Igreja da Matriz encanta

“A Lenda da Padroeira” foi contemplada através de edital coordenado pela Secretaria Executiva de Cultura

Sexta-Feira, 29/01/2021 | Superintendência de Comunicação .

Quem passou em frente à Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, no Centro de Angra dos Reis, ficou impressionado com o show de imagens projetado na fachada do prédio histórico. Trata-se da exposição virtual assinada pela artista plástica Lyla Melo, que retrata, por meio de belas imagens e muitas cores, a exposição “A Lenda da Padroeira”. Fotos e vídeos ganharam as redes sociais e renderam muitos elogios.

A exposição virtual é um dos projetos aprovados pela Lei Aldir Blanc, com aporte do Governo Federal e edital coordenado pela Prefeitura de Angra, através da Secretaria Executiva de Cultura e Patrimônio.

Segundo a artista plástica, a mostra tem o objetivo divulgar a tradicional festa de Nossa Senhora da Conceição, padroeira da cidade, que tem como diferencial uma lenda que praticamente confunde-se com os fatos históricos e culturais da cidade.

- Nesse momento de profundas transformações e isolamento social, tenho a intenção de proporcionar ao espectador, através do fazer artístico, um momento de prazer e alegria, amenizando um pouco as angústias e incertezas, devido as grandes transformações sociais que estamos vivendo com a pandemia. Respeitando o decreto municipal, as projeções terão um curtíssimo tempo de duração, presencial, para que não ocorra aglomeração, mas, as imagens ficarão disponíveis nas redes sociais para que possam ser apreciadas em qualquer hora e lugar – conta a artista, que é angrense e tem muitas de suas pinturas inspiradas na cultura popular local.

As imagens captadas virarão um documentário a ser exibido nas redes sociais.

Segundo o secretário-executivo de Cultura de Angra dos Reis, mais de 90 projetos culturais estão para ser realizados nos próximos meses.

- Angra foi contemplada com mais de um milhão de reais do Governo Federal para aportar projetos culturais da cidade. Com essa verba, através da Secretaria de Cultura, 94 projetos de pessoas residentes em Angra foram contemplados. Tem muita coisa boa a caminho. Agradeço à equipe da Secretaria de Cultura pelo belo trabalho iniciado em 2020 e que continua com êxito em 2021 - disse.

LENDA DA PADROEIRA

A festa de Nossa Senhora da Conceição é comemorada no dia 8 de dezembro. Segundo historiadores, as celebrações têm sua origem datada em 1632 com a chegada da imagem da santa na cidade.

Diz a lenda, que a imagem estava em uma embarcação que só parou na cidade para fazer reparos, mas toda vez que tentava sair e seguir seu destino desabava uma grande tempestade e era obrigada a retornar. Isso aconteceu três vezes.

Acreditando que fosse um sinal divino, o comandante resolveu deixar a santa em Angra e seguir viagem. Conta-se que, no mesmo período, apareceu grande quantidade do peixe “cavala”. Curiosamente, o osso central da cabeça desse peixe lembra a imagem da santa.

LEI ALDIR BLANC

Segundo a Secretaria Executiva de Cultura e Patrimônio, mais de 90 projetos culturais de Angra dos Reis foram aprovados, via edital do Fundo Municipal de Cultura, pela Lei Aldir Blanc, que garantiu aos artistas da cidade pouco mais de R$ 1,3 milhão.

Seis propostas foram aprovadas no Eixo II, com subsídio de três meses para coletivos e espaços culturais: dois espaços receberão R$ 3 mil por mês e 4 receberão R$ 4 mil.

Outras 75 propostas foram selecionadas para o Eixo III – Ações, com valores que variam de R$ 1,5 mil até R$ 10 mil. No Eixo III – Projetos, 13 projetos foram selecionados, com aportes de R$ 80 mil, R$ 60 mil e R$ 40 mil.

Ainda de acordo com a Secretaria Municipal de Cultura, 24 projetos selecionados nos editais 1 e 2 do Fundo Municipal de Cultura, com recurso de R$ 505 mil dos cofres municipais, serão realizados em breve.