Movimento Arte na Rede

Prefeitura de Angra usa mídias digitais para contar a história cultural da cidade durante a pandemia

Segunda-Feira, 30/11/2020 | Superintendência de Comunicação .

O coronavirus forçou muitos setores produtivos a incorporarem novas práticas e se reiventarem, e diversas atividades foram ampliadas por meio das mídias digitais. Com a gestão pública isso também vem acontecendo. A Prefeitura de Angra dos Reis está lançando nesta semana o Movimento Arte na Rede (MAR), uma forma de levar a história e a cultura do município até as pessoas através das redes sociais.

A idéia foi desenvolvida pela Superintendência de Comunicação da Prefeitura de Angra, partindo da sugestão de parlamentares e lideranças do movimento cultural da cidade. Os vídeos produzidos pelo Arte nas Redes são documentários de curta duração que abordam aspectos especificos da história cultural angrense.

– Além de ser um produto cultural, a iniciativa atende a uma demanda de atividades escolares, pois, antes da pandemia, os professores levavam seus alunos para os locais culturais da cidade – explica a superintendente de Comunicação, Regina Braz.

O primeiro vídeo lançado é um dos cinco capítulos de um documentário sobre o Museu de Arte Sacra. O vídeo tem aproximadamente 10 minutos. O museu e suas obras possuem uma história bem longa e rica. Serão feitos outros documentários, sobre o Convento São Bernardino, a Bica da Carioca, o presídio Cândido Mendes (que ficava localizado na Ilha Grande), o monumento ao Aquidabã (embarcação da Marinha imperial brasileira que naufragou em Angra), dentre outros assuntos. Sempre vídeos com temas ligados à cultura angrense.

O material é disponibilizado no Youtube, no site e nas redes da prefeitura (www.angra.rj.gov.br). Os primeiros cinco vídeos, sobre o Museu de Arte Sacra, já foram todos finalizados.