Estrada da Santa Rita do Bracuí será pavimentada

A ordem de serviço para o início das obras foi assinada hoje (11) pelo prefeito

Terça-Feira, 11/08/2020 | Superintendência de Comunicação .

Dentro de poucos dias, a Prefeitura de Angra, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade/ Secretaria Executiva de Obras, dará início às obras de pavimentação da Estrada Santa Rita do Bracuí. Com prazo de execução de 90 dias, o contrato prevê contenção, drenagem pluvial e a pavimentação de 1,5 quilômetros da via (cerca de 9.000 m²), que liga a Rodovia Rio-Santos até o Quilombo Santa Rita do Bracuí.

A ordem de serviço foi assinada na manhã desta terça-feira (11) pelo prefeito, com a presença dos moradores locais e de representantes da comunidade quilombola, na Escola Municipal Áurea Pires da Gama.

– Apesar da pandemia que o mundo todo está vivendo, a prefeitura não parou de trabalhar um só momento e hoje estamos aqui assinando a ordem de serviço deste importante investimento que vai dar mais qualidade de vida aos moradores – destaca o prefeito.

Segundo o secretário-executivo de obras, as obras da via serão feitas em duas etapas.

– Como acordado com o Ministério Público Federal, nesta primeira etapa vamos asfaltar a via até a divisa com a área de proteção ambiental, com um serviço de extrema qualidade. Em um segundo momento, com a autorização dos órgãos ambientais, iremos pavimentar a estrada até o Quilombo Santa Rita do Bracuí, mas com outro tipo de pavimento – explica o secretário à coordenadora do quilombo, Marilda Souza, que demonstra grande preocupação em manter viva a história, cultura e tradições de sua comunidade.

O ex-presidente da associação de moradores local também fez questão de relatar a luta que levou a esta conquista.

– Na época em que eu era presidente da associação, tivemos uma reunião no Ministério Público Federal, com demais moradores e representantes da comunidade quilombola e da Prefeitura de Angra, onde foi firmado um acordo para o asfaltamento de parte dessa estrada. Muitos problemas burocráticos com os órgãos ambientais foram contornados pelo governo para que hoje estivéssemos aqui vivendo este momento histórico – comemora o morador.