Chamadas de vídeo aproximam índios de sua cultura

O contato é viabilizado pelo projeto Conexão Família, no Centro de Referência Covid-19

Domingo, 28/06/2020 | Superintendência de Comunicação .

O projeto Conexão Família, implementado pela Prefeitura de Angra no Centro de Referência Covid-19, com o objetivo de manter os laços entre os pacientes que lutam contra o coronavírus e seus familiares, proporcionou mais um encontro emocionante nesse sábado (27).

Os índios Aldo Fernandes, 58 anos, e Idalino da Silva, 53 anos, que estão em tratamento da unidade, puderam fazer contato via videochamada com a comunidade onde vivem, na Aldeia Sapukai, no Bracuí, comunicando-se por meio de sua língua própria, o guarani.

O objetivo do contato é que estes pacientes, que estão juntos em uma enfermaria exclusiva, mantenham contato com a sua cultura, incluindo a pajelança, que é um ritual de cura realizado pelos povos indígenas.

Além do vice-cacique Aldo e de Idalínio, o cacique Domingos também está internado na unidade, porém no CTI. Seu quadro permanece grave.