Músicos de Angra organizam shows virtuais

Apresentações pela internet têm acontecido no mundo inteiro, com o intuito de fornecer entretenimento e cultura às pessoas em tempos de pandemia

Quinta-Feira, 02/04/2020 | Superintendência de Comunicação .

Nesta quinta-feira, 2 de abril, vários músicos de Angra vão participar de um show em conjunto que será transmitido pela internet, a partir das 20h30, no intuito de divulgar os trabalhos dos compositores do município e promover o encontro entre os artistas e o público, em tempos de isolamento social motivado pela pandemia de coronavírus.

O 1º “Sarau em Casa” do Coletivo Angrense de Cantautores (CAnCanta) será veiculado por meio da rede social (Instagram) do Festival Música Daqui (MuDa) – @festivalmusicadaqui. Igor Raiol, Bárbara, Feito Café, Zampaglione, Daniel Cavalcanti, Bruno Pelego, Perez, João Lucas, Daniel Guimarães, Maurício Macuco, Sonic, LZ, Haladar, Ferrazani e Prajna (este último, um duo radicado em Niterói) vão participar da transmissão, tocando cada um uma canção autoral.

Para um dos criadores do CAnCanta e do MuDa, o músico Bruno Perez, a ideia da edição virtual acompanha uma tendência mundial para aproximar o público dos artistas em tempos de pandemia.

– Nossa transmissão, mesmo que virtualmente, quer promover o encontro. Para isso, todos, público e artistas, sairão para um encontro no perfil do MuDa. Parece bobagem, mas é um gesto simbólico onde iremos ao encontro uns dos outros. Acreditamos que qualquer atitude que promova algum tipo possível de contato possa confortar demais as pessoas isoladas. Destacando, assim, não as diferenças entre a versão presencial e a virtual, mas sim as semelhanças: encontro, músicas e afeto – explica.

O isolamento social tem mostrado a importância que a arte tem na vida das pessoas. E num momento em que muitos no país têm colocado a cultura em xeque, Angra segue em outra direção.

– Nosso município tem se colocado na contramão desse movimento, com a criação do fundo municipal de cultura, que financiou a primeira edição do nosso festival, e a Lei de Incentivo à cultura. Esse sarau é um ensaio para a primeira edição do MuDa online, que já estamos organizando com artistas de toda região e convidados especiais – declara Bruno.

A secretária-executiva de Cultura e Patrimônio acredita no poder da internet nestes dias em que o isolamento social é necessário para tentar diminuir a velocidade da pandemia de coronavírus no Brasil e no mundo. Além disso, ela também saúda as iniciativas dos músicos e artistas angrenses.

– A rede social está sendo uma ferramenta de grande valia, sobretudo neste momento. O projeto CAnCanta, um dos aprovados via edital do Fundo Municipal de Cultura de Angra dos Reis, mostrou que veio para permanecer, para levar ao público uma nova vivência e apresentar novos autores e músicos. Estão todos de parabéns, por manterem seus projetos com vida, por meio das redes sociais.