Exame de vista e óculos de graça para estudantes

No sábado (7), alunos da escola da Itanema estiveram no Centro Oftalmológico Saúde no Olhar, no HMJ, participando de um mutirão

Segunda-Feira, 09/03/2020 | Superintendência de Comunicação .

Muitos alunos acabam tendo um rendimento escolar abaixo do esperado porque não conseguem enxergar direito. Para evitar que isso aconteça com os estudantes de Angra dos Reis, a prefeitura está realizando mutirões de exames oftalmológicos.
- Aos sábados, nós fazemos um mutirão, igual fazemos o da catarata, para as crianças que possuem problema de visão poderem enxergar melhor. Esses alunos vêm aqui, fazem os exames e a gente fabrica os óculos. É um projeto que ajuda as crianças a terem um aproveitamento melhor na escola – explicou o prefeito, que esteve acompanhando o mutirão realizado no sábado (7).
Neste dia, 36 alunos da Escola Municipal Maria Joaquina, de Itanema, estiveram no Centro Oftalmológico Saúde no Olhar, no Hospital Municipal da Japuíba (HMJ), fizeram os exames, passaram por consulta com oftalmologista e, destes, 20 necessitaram de óculos, escolheram seus acessórios e já os levaram pra casa no mesmo dia. Tudo de graça.
- Achei muito bacana, é importante para o desenvolvimento das crianças. Nós não sabíamos que ele tinha problema de visão, foi descoberto através do colégio. Estou muito satisfeito com a atitude da prefeitura – afirmou Adriano Souza dos Santos, pai do Pedro Henrique, de 7 anos, que estava bem animado na hora de escolher seu óculos.
Jarlene Costa Borges é mãe de Yuri Costa Borges, de 6 anos. Ela contou que as primeiras dificuldades do seu filho foram percebidas no ano passado e, neste ano, como Yuri já está no primeiro ano e tem mais deveres no quadro para copiar, a professora o indicou para passar pelos exames oftalmológicos.
- É uma oportunidade boa, não só pra mim como para todos os pais porque hoje em dia está muito difícil uma consulta particular e uma oportunidade dessas é ótima, tudo grátis – destacou.
O mutirão aconteceu de manhã e de tarde e contou com o apoio da Secretaria de Educação que cedeu o transporte para os alunos e responsáveis. Até o momento, quatro escolas, entre municipal e estadual, já participaram do projeto.
- Além dos exames de vista normais e da entrega dos óculos, com este projeto identificamos também outras anormalidades visuais, como descolamento de retina, por exemplo. A criança veio para receber os óculos e na verdade precisava de uma cirurgia. É muito bom o programa, o governo está de parabéns – frisou o vice-prefeito, que está coordenando os mutirões. Ele informou ainda que a ideia é alcançar todas as escolas públicas do município.