DER mantém RJ -155 aberta e limita carga até nove toneladas

Liberação será acompanhada por monitoramento da estrada, 24 horas por dia, até a próxima segunda-feira

Quinta-Feira, 05/03/2020 | Superintendência de Comunicação .

A Rodovia Saturnino Braga (RJ-155), que liga Angra dos Reis a Rio Claro, não será mais interditada totalmente hoje (5), como havia sido divulgado e sinalizado nas duas extremidades pelo Departamento de Estradas de Rodagem – DER, e permanecerá em meia pista, funcionando no sistema de pare e siga, até a conclusão da sondagem que está sendo feita por técnicos do órgão executivo rodoviário.
O acerto foi feito após uma visita técnica e reunião realizadas também hoje pela manhã, no local onde ocorreu o deslizamento de parte da pista, após as fortes chuvas. Até lá, as Defesas Civis de Angra e Rio Claro se revezarão no monitoramento do local, 24 horas por dia, e se ocorrer qualquer alteração na área acidentada, a rodovia será fechada totalmente para não colocar em risco a vida de quem trafega por ela.
A liberação da pista não é total. Técnicos do DER apresentaram um limite de carga na estrada, de até nove toneladas. Portanto, veículos pesados e/ou com cargas pesadas não poderão trafegar durante este período pela rodovia, tendo como opções de acesso, a Serra do Piloto, em Mangaratiba, ou a Serra de Cunha, em Paraty. A fiscalização e liberação de grandes veículos serão feitas pelo Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv).
Os representantes das duas cidades limítrofes apresentaram idéias de ações paliativas para evitar o fechamento total da pista, tais como a abertura de uma estrada paralela ao acostamento e até mesmo o acionamento do exército para a implantação de uma ponte provisória enquanto as obras ocorrem. Vale ressaltar que a empresa que fará a obra, a SOPE, também está no local ajudando no estudo e sondagem do terreno.
Quem coordenou a visita técnica foi o presidente do DER, acompanhado de equipe de engenheiros e técnicos do órgão. Além deles, estavam presentes os secretários Executivos de Segurança Pública, de Proteção e Defesa Civil, e de Serviço Público, de Angra dos Reis; o prefeito e vice-prefeito de Rio Claro, três vereadores, também de Rio Claro, e o presidente da Câmara, de Rio Claro, entre outras autoridades.