Demolição de muro abre passagem para obras da Ayrton Senna

O muro do Aquidabã começou a ser derrubado na manhã de hoje

Terça-Feira, 11/02/2020 | Superintendência de Comunicação .

As obras de duplicação da Avenida Ayrton Senna e adequação viária da Avenida das Caravelas, realizadas pela Prefeitura de Angra, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade/Secretaria Executiva de Obras, seguem com toda a força. Na manhã de hoje (11), teve início mais uma importante fase, que vai abrir caminho para o novo desenho da via: a demolição de parte do muro do Iate Clube Aquidabã, na altura da Praça Stella Maris, no Balneário.
- Graças a uma parceria com o Município, o Aquidabã cedeu uma área total de 9 metros, com aproximadamente 50 metros de extensão, para a continuidade dos trabalhos. Em breve, vamos partir para a fase de meio-fio e pavimentação da nova via, na altura do gargalo. Paralelo a isso, a Enel fará a relocação da linha de transmissão – explicou o secretário-executivo de Obras.
O prefeito fez questão de acompanhar o início dos trabalhos e destacar a importância da obra para os moradores da cidade e para aqueles que visitam Angra dos Reis.
-Esta pista duplicada vai acabar com o gargalo no trânsito enfrentado por quem entra e sai da cidade. Agradeço aos diretores e conselheiros do Aquidabã que, com espírito público, entenderam a importância desta obra para o desenvolvimento da cidade – frisou.
Para o comodoro do Iate Clube Aquidabã, o clube tem o dever de dar esta contrapartida para Angra dos Reis.
- Entendemos a importância desta obra para o progresso de Angra e, pela parceria que temos com o Município, temos a obrigação de colaborar para a realização deste feito – ressaltou.

DUPLICAÇÃO

Nas obras de duplicação da Avenida Ayrton Senna e adequação viária da Avenida das Caravelas já foram feitas as intervenções no primeiro trecho da obra, que compreende a pista marginal à Praia do Anil; e no trecho 3, que começa na rodoviária e vai até a entrada do bairro Marinas.
Ao todo, serão utilizados 34 mil metros quadrados de revestimento asfáltico, com custo inferior a R$ 8 milhões. Além da duplicação das pistas, que terão 7 metros de largura cada, o projeto inclui ciclofaixa, calçada, muro de concreto como divisória e proteção da calçada e cortina atirantada no morro.