Disque Denúncia recebe mais de mil denúncias em 2019

Tráfico de drogas foi o assunto mais denunciado durante o último ano

Sexta-Feira, 10/01/2020 | Superintendência de Comunicação .

O Disque Denúncia, serviço conveniado com a Prefeitura de Angra, encerrou o ano de 2019 com um aumento de 28% no número de denúncias em comparação com o ano anterior. No total, 1.194 denúncias anônimas foram cadastradas. O projeto vem mostrando um aumento na eficiência desde o começo da parceria com a Prefeitura. Em 2017, quando não havia o convênio, apenas 334 denúncias foram registradas.
Das denúncias realizadas em 2019, 565 foram feitas por meio do aplicativo para celulares “Disque Denúncia RJ”. As informações são encaminhadas para os polos policiais do município e, em seguida, as investigações do caso começam a ser feitas. Ainda de acordo com o Disque Denúncia, ao longo do ano, 47 armas, 400 munições de diversos calibres e drogas foram apreendidas. Pelo menos 55 pessoas foram presas ou autuadas.
Analisando geograficamente as denúncias, Monsuaba, Centro, Frade, Belém e Banqueta foram os bairros onde houve maior incidência de informações. Os assuntos mais reportados em todo o município de Angra dos Reis foram: tráfico de drogas, maus tratos contra os animais e localização de foragidos da justiça.
O projeto também apresentou um grande avanço em sua “Linha Verde”, responsável pelas denúncias de crime ao meio ambiente. O setor registrou um aumento de 147% com um total de 339 novos casos.
Além de receber informações, o Disque Denúncia também promove campanhas e divulga cartazes com fotos de pessoas desaparecidas. Recentemente, um caso vem chamando a atenção de morados do bairro Bracuí. Jaciara de Oliveira Menon, de 25 anos, está desaparecida desde dezembro de 2019. Segundo informações, ela foi vista pela última vez no dia 1º de janeiro de 2020, no Frade. Caso tenha alguma informação que possa ajudar no encontro da jovem, entre em contato pelo telefone 0300 25 311 77, com o preço de uma ligação local, ou pelo aplicativo Disque Denúncia RJ. Em todos os casos, o sigilo é garantido.