Encontro discute a cultura na região da Costa Verde

Audiência pública foi promovida pela Alerj

Segunda-Feira, 12/08/2019 | Superintendência de Comunicação .

Angra dos Reis sediou uma audiência pública promovida pela Comissão de Cultura da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) para saber as demandas da Costa Verde. O encontro aconteceu no Centro Cultural Theophilo Massad, na sexta-feira (9) e reuniu representantes de várias vertentes culturais.
Eles puderam apresentar seus depoimentos ao presidente da Comissão. “O objetivo da audiência pública é ouvir, saber as necessidades, mas não prometo nada”, logo deixou claro o deputado.
O secretário executivo interino de Cultura e Patrimônio, participou do evento e fez um resumo dos avanços da Cultura em Angra dos Reis, citando o resgate do Conselho Municipal de Cultura e a criação do Fundo Municipal para o setor, que já está com projetos avançados. “Espero que o Estado atue como interlocutor e ajude nos entraves”, afirmou.
As solicitações e sugestões de gestores, atores, etc, giraram em torno, principalmente, da desburocratização. A diretora/presidente do Coletivo Mulheres Negras e Amigas da Raça Brasil foi uma das pessoas que reclamou do excesso de burocracia para se ter acesso a verbas externas. “Queria que os editais fossem mais simples, mais claros”, sugeriu.
Um gestor cultural, além de sugerir a transferência de fundo para fundo, lembrou ainda da valorização da cultura local. “Seria importante o resgate e fortalecimento da cultura local, como a Folia de Reis, por exemplo”.
O presidente do Conselho Municipal de Cultura, fez outra sugestão para um maior desenvolvimento do segmento na região. Ele deu a ideia de se criar uma comissão para a realização do Fórum de Cultura da Costa Verde. “O objetivo do fórum é de constituir uma rede formada por gestores, técnicos, produtores e criadores culturais, grupos artísticos locais, etc. Também estimular o debate e a ação cultural, propondo políticas culturais, ampliando e democratizando a ação do governo estadual na região ”, explicou.