Angra inicia vacinação contra a Influenza

A campanha nacional de vacinação começa hoje (10) e segue até o dia 31 de maio

Quarta-Feira, 10/04/2019 | Superintendência de Comunicação .

O Ministério da Saúde inicia nesta quarta-feira (10) a campanha nacional de vacinação contra a Influenza, uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar ao agravamento e ao óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção.
Em Angra dos Reis, a ação é coordenada pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, via Departamento de Saúde Coletiva. As vacinas estão disponíveis nos módulos de Estratégia de Saúde da Família (ESF) e Centro de Especialidades Médicas (CEM) de todo o município, até o dia 31 maio, de segunda a sexta, de 8h30 às 17h. No município, o dia D de vacinação acontecerá em 4 de maio.
Na campanha, além de indivíduos com 60 anos ou mais de idade, serão vacinadas as crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias); as gestantes; as puérperas (até 45 dias após o parto); os trabalhadores da saúde; os professores das escolas públicas e privadas; os povos indígenas; além dos grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais (com prescrição médica).

Transmissão
A transmissão da Influenza ocorre principalmente através do contato com partículas eliminadas por pessoas infectadas ou mãos e objetos contaminados por secreções. É muito elevada em ambiente domiciliar, creches, escolas e em ambientes fechados ou semi-fechados, dependendo não apenas da infectividade das cepas, mas também do número e intensidade dos contatos entre pessoas de diferentes faixas etárias.

Sintomas
O período de incubação dos vírus influenza varia entre um e quatro dias. Os sinais e sintomas da doença são muito variáveis, podendo ser caracterizada por um início súbito de febre, tosse, dor de cabeça, dores musculares e nas articulações, mal-estar, dor de garganta e coriza.

Dicas para prevenção
• evitar manter contato muito próximo com uma pessoa que esteja infectada;
• lavar sempre as mãos com água e sabão e evitar levar as mãos ao rosto e, principalmente, à boca;
• manter hábitos saudáveis, alimentar-se bem e beber bastante água;
• não compartilhar utensílios de uso pessoal, como toalhas, copos, talheres e travesseiros;
• evitar frequentar locais fechados ou com muitas pessoas.