Exposições marcam os 517 anos de história de Angra dos Reis

As mostras ficarão abertas ao público até o final março

Sexta-Feira, 04/01/2019 | Superintendência de Comunicação .

Em comemoração ao aniversário de 517 anos de Angra dos Reis, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, via Secretaria Executiva de Cultura e Patrimônio, está promovendo duas mostras que retratam a história da cidade e de suas personalidades.
A primeira exposição foi aberta ao público na quinta-feira (3), no Convento São Bernardino de Sena. A mostra, que recebe o nome de “Manus Scriptu -Manuscrito”, conta com 16 documentos datados de 1928 até 1972, retratando a entrada de membros na Irmandade de São Benedito de Angra dos Reis, criada no século XVII. Entre eles, destacam-se os documentos de Bernardino Izidoro de Almeida e Alípio Mendes.
A segunda exposição está aberta desde ontem (4), no Museu de Arte Sacra, que fica na Igreja de Nossa Senhora da Lapa e Boa Morte. “A religiosidade no Barro Cozido” apresenta 10 peças, entre elas as imagens de Nossa Senhora do Rosário de Mambucaba, do século XVI; a de Nossa Senhora da Conceição, do século XVII; e a de São Pedro Arrependido, também do século XVII. A cada mês, uma obra será escolhida como peça destaque. A eleita para o mês de janeiro é a imagem de São Sebastião em madeira policromada, do século XIX.
As exposições ficarão abertas ao público até o fim de março, de terça a sexta, das 9h às 12h e das 14h às 17h. Já aos sábados e domingos, as mostras podem ser visitadas das 10h às 14h.