Conferência discute Plano Municipal de Educação

Encontro reuniu um grande público nos dias 8 e 9, no Salão da Igreja São José Operário

Segunda-Feira, 12/11/2018 | Superintendência de Comunicação .

O Fórum Municipal Permanente de Educação, com o apoio da Secretaria de Educação da Prefeitura de Angra, realizou nos dias 8 e 9, no Salão da Igreja São José Operário, no Village, em Jacuecanga, a Conferência Municipal de Educação para o monitoramento e avaliação do Plano Municipal de Educação (PME).
Durante os dois dias, profissionais de unidades de ensino públicas e privadas tiveram a missão de avaliar o Plano de Educação, junto com representantes dos Poderes Executivo e Legislativo, Conselho Municipal de Educação (CME) e Conselho Municipal de Alimentação Escolar e outros conselhos.
- Esse evento foi de total importância para o município, pois traçamos o futuro da Educação para os próximos 10 anos, que é a validade do Plano Municipal. Por isso foi tão importante a participação de todos os setores da educação. Nosso objetivo foi consertar os erros e projetar melhorias para os próximos anos – destacou a secretária de Educação.
A programação de quinta-feira (8) contou com mesa de abertura, com a presença do vice-prefeito; uma Plenária do Regimento da Conferência Municipal de Educação; além de palestras sobre “A Promoção do Interesse Público e o Risco do Gestor” e “As Diretrizes do PNE e do PME: Rumos para a Educação de Qualidade Socialmente Referenciada”. A Conferência continuou na sexta-feira (9), quando aconteceram as últimas plenárias e o encerramento do evento.
- Garantir educação de qualidade não é tarefa fácil, mas continuaremos trabalhando para alcançar melhorias para toda a população. Aproveito para parabenizar o trabalho dos professores, que são um dos principais responsáveis pela educação – comentou o vice-prefeito.
Na Conferência foram aprovadas propostas relacionadas à Educação Infantil; Ensino Fundamental – Alfabetização; Ensino Fundamental; Educação em Tempo Integral; Qualidade da Educação; Ensino Médio; EJA Integrada à Educação Profissional; Educação Profissional; Ensino Superior; Titulação de professores no Ensino Superior; Pós-Graduação; Educação Especial/Inclusiva; Educação de Jovens e Adultos; Alfabetização EJA; Diversidade e redução de desigualdades; Formação continuada; Formação continuada e pós-graduação de professores; Valorização do professor; Plano de Carreira; Gestão Democrática e Financiamento da Educação.
O documento foi encaminhado para análise da Procuradoria da Prefeitura e seguirá para votação na Câmara Municipal de Angra dos Reis. Depois de aprovada, as propostas virarão a Lei do Plano Municipal de Educação.