Poço artesiano clandestino é encontrado no Abraãozinho

Policiais da Unidade de Policiamento Ambiental chegaram ao local após receberem informações do Disque-Denúncia

Sábado, 21/07/2018 | Superintendência de Comunicação .

Uma denúncia de poluição feita ao Disque-Denúncia, serviço implantado pela Prefeitura de Angra, fez com que policiais militares da 4ª Unidade de Policiamento Ambiental (UPAm) encontrassem, nesta sexta-feira (20), um poço artesiano clandestino utilizado para extração de recursos minerais por dois bares da Praia do Abraãozinho, na Ilha Grande.
De acordo com os militares da UPAm, a equipe foi até o local denunciado, com o auxílio de uma embarcação do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e lá encontraram os bares, cujos administradores são parentes. Durante a fiscalização para averiguar vestígios de poluição das águas e captação clandestina de recursos hídricos, foi observada a existência de um poço artesiano clandestino.
Por não possuírem licença específica, os policiais se dirigiram com os responsáveis pelos estabelecimentos à 166ª DP, onde a ocorrência foi registrada com base no artigo 60 da Lei de Crimes Ambientais.
Vale reforçar que a população de Angra dos Reis pode denunciar qualquer crime ambiental ao Disque-Denúncia, através do telefone 0300 253 1177 ou ainda utilizando o aplicativo “Disque Denúncia RJ”, onde é possível encaminhar, junto ao relato, fotos e vídeos. Nos dois canais, o anonimato é garantido ao denunciante.