Disque-Denúncia de Angra completa um mês com 63 denúncias

Mais de 50% das ligações diz respeito ao tráfico de drogas e o bairro que mais denunciou foi o Frade

Segunda-Feira, 04/06/2018 | Superintendência de Comunicação .

Importante ferramenta no combate à criminalidade, implantada graças à Prefeitura, o Disque-Denúncia de Angra dos Reis está completando um mês. Neste período, segundo o Instituto MovRio, responsável por receber as ligações, o serviço recebeu 63 denúncias, sendo 32 através do telefone 0300-2531177 ( preço de uma ligação local) e 31 do aplicativo para celular “Disque-Denúncia RJ”.
A maior parte das denúncias (34) foi referente ao tráfico de drogas. O disque-denúncia ainda registrou ligações sobre a violência contra a mulher (7); obra irregular (5); desmatamento florestal (3); localização de foragidos da justiça (2); ameaça (1); maus tratos contra animais (1); posse ilícita de arma de fogo (1); roubo/furto a transeuntes ( 1); homicídio consumado ( 1); violência contra idoso ( 1); abuso de autoridade ( 1); barulho ( 1); invasão de propriedade ( 1); depósito clandestino de gás ( 1); pessoas desaparecidas ( 1) e roubo de veículo automotor ( 1).
O bairro que mais recorreu ao disque-denúncia foi o Frade com 11 denúncias, em seguida veio o Centro com seis e a Praia do Machado com cinco. Como já demonstra a estatística geral, o motivo que originou a maioria dessas ligações foi disparado o tráfico de drogas.
Neste primeiro mês, o disque-denúncia lançou ainda cartaz oferecendo recompensa de R$ 5 mil por informações que levassem a prisão de Jeferson Luís dos Santos, vulgo Zinho ou Jefinho, chefe do tráfico de drogas da comunidade do Frade; além de pedir informações sobre o desaparecimento da estudante Marcela Beviláqua Afonso, de 24 anos, que, segundo a Delegacia de Descobertas de Paradeiros, teria sido vista pela última vez na cidade do Rio de Janeiro, onde solicitou transporte, através de um aplicativo, para Angra dos Reis.
De acordo com o MovRio, com informações recebidas pelo disque-denúncia, policiais do 33º BPM conseguiram capturar, no dia 24 de maio, Lucas Honório dos Reis, o LC, acusado de ser um dos envolvidos na morte da menina Brenda Valentim Alves de Oliveira, em Conceição de Jacareí. Somente sobre esse caso, foram registradas cinco denúncias. Em outra ocorrência, policiais militares do 33º BPM informaram que realizaram a prisão de dois bandidos armados no centro de Angra dos Reis acusados de tráfico de drogas. De acordo com os agentes, o disque-denúncia encaminhou informações sobre os bandidos e o veículo que eles utilizavam para transitar próximo aos acessos à comunidade.
A central do disque-denúncia funciona em uma sala, no Rio de janeiro, dentro do prédio onde está localizada a Secretaria de Estado de Segurança. Lá funcionários atendem as ligações e repassam as informações para os órgãos policiais de Angra.