Angra abraça luta antimanicomial

Em evento realizado na sede do Capsi, no Balneário, a Prefeitura comemorou a data com muitas atividades

Quarta-Feira, 16/05/2018 | Superintendência de Comunicação .

A Prefeitura de Angra, por meio da Secretaria de Saúde, celebrou hoje (16) o Dia Nacional da Luta Antimanicomial, na sede do Centro de Atenção Psicossocial Infantil (Capsi), no Balneário. Oficialmente, a data é comemorada no dia 18 de maio, mas o evento foi antecipado para que fosse possível reunir os usuários e colaboradores dos três Caps de Angra – Capsi, Caps II (para adultos) e Caps AD (para usuários de álcool e drogas).
A data foi marcada por muitas atividades. Durante o dia aconteceram oficinas de artes, com pintura, bordado e reciclagem (Capsi); apresentação teatral (Caps II); apresentação musical (Caps AD) e oficina de música (Capsi).
A moradora da Monsuaba, Maria Aparecida, conta que seu filho frequenta o Capsi há 10 anos e reconhece a importância do espaço no desenvolvimento dele.
- Meu filho é autista e tinha muitos problemas de comportamento. O tratamento e os espaços de convivência aqui ajudaram muito na evolução dele – informou ela.
Os Centros de Atenção Psicossocial, ou Caps, atendem pessoas com transtornos mentais graves, através de uma equipe formada por profissionais de diferentes áreas, a fim de integrar seus usuários à sociedade.
O Dia Nacional da Luta Antimanicomial foi criado em 1987, a partir de um protesto durante o Congresso de Trabalhadores de Serviços de Saúde Mental, em Bauru-SP. Os manifestantes exigiam condições humanas e pacíficas no tratamento de portadores de transtornos mentais.

Secretarias relacionadas: Saúde