Projeto informa sobre plano de emergência das usinas

Em parceria com a Educação, Defesa Civil fará palestras em 13 escolas da rede municipal

Quinta-Feira, 26/04/2018 | Superintendência de Comunicação .

Foi realizada nesta quarta-feira (25), no auditório da Defesa Civil, uma cerimônia para lançar o projeto ‘Preparando o Amanhã’, desenvolvido pela Prefeitura, através da secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade, via secretaria Executiva de Proteção e Defesa Civil em parceria com a secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia. O objetivo do projeto é levar informações sobre o Plano de Emergência da Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto para os estudantes do ensino fundamental (6º ao 9º ano), das escolas da rede municipal. A idealização do projeto surgiu diante da importância da energia nuclear no nosso dia a dia em todos os setores, desde a medicina, passando pela indústria e a alimentação.
No total 13 escolas irão receber as palestras do projeto, que começa no dia 2 de maio e tem previsão de término para agosto. Dentre as atividades programadas, está prevista uma visita dos alunos ao Complexo Nuclear. O projeto deve ser estendido, em breve, para escolas estaduais e particulares do município.
- Temos o intuito de orientar a comunidade escolar, para que ela desenvolva ações de prevenção e tenha plano eficiente de abandono do local, em caso de necessidade, para que a escola e o lar se tornem um ambiente mais seguro – explicou o secretário executivo da Defesa Civil.
A secretária de Educação relembrou a parceria antiga entre a Defesa Civil e a sua pasta, que vem desde as tragédias que assolaram a cidade, onde as escolas acabaram virando abrigo para as pessoas que perderam suas casas.
- Participar deste trabalho é um prazer, mas também é um dever. Escola é lugar de aprendizagem, é lugar de agregar conhecimento – afirmou a secretária, informando que na rede municipal estão matriculados 22 mil estudantes que, ao passar o que aprenderam para seus familiares, elevam o número de pessoas impactadas pelas ações realizadas nas escolas para o patamar de 100 mil envolvidos.
O lançamento do projeto contou ainda com a participação de diretoras de escolas da prefeitura; do Tenente-Coronel Paulo Rogério Escarani, representando o Centro de Coordenação e Controle de Emergência Nuclear; do Superintendente de Coordenação de Operações da Eletronuclear, Francisco Hollanda Vilhena Cavalcanti; do chefe do distrito de Angra e da inspeção residente da Cenen, Jeferson Borges Araújo, além do comandante Vizaco, representando o departamento de Coordenação do Sistema de Proteção ao Programa Nuclear Brasileiro. Os órgãos e a Eletronuclear também serão parceiros na realização do projeto.
As escolas participantes do projeto são: Nova Perequê, no Parque Mambucaba; E.M José Luiz Ribeiro Reseck, no Frade; E.M Cacique Cunhabebe, também no Frade; E.M Prof. Francisco de Assis de Oliveira, no Bracuhy; E.M Prof. Tânia Rita Teixeira, no Belém; E.M Mauro Sérgio, Promorar; E.M Santos Dumont, Japuíba; E.M Tereza Pinheiro, Japuíba; E.M Prefeito Francisco Pereira Rocha, Morro da Cruz; E.M Prof. José Américo Lomeu Bastos, Morro do Abel; E.M Regina Célia, Morro do Carmo; E.M Alexina Lonwdes, Bonfim e E.M Pedro Soares, no Provetá (Ilha Grande).