Prefeitura recupera Nado Livre em três locais

Expectativa da TurisAngra é de quem em dois meses 80% de todo o projeto seja resgatado

Quinta-Feira, 19/04/2018 | Superintendência de Comunicação .

A recuperação do projeto Nado Livre, no Centro, Praia Grande e no Bonfim, foi finalizada nesta semana. A Prefeitura de Angra, através da TurisAngra, continua trabalhando para oferecer segurança aos banhistas e, em 15 dias, deve ser concluída mais uma etapa do projeto, desta vez na Lagoa Azul e Lagoa Verde, na Ilha Grande, e nas Ilhas Botinas. Em seguida, o Nado Livre será estendido para a Ilha de Cataguas e praia de Jurubaíba, na Ilha da Gipoia.
Todo o serviço está sendo feito com recursos próprios e a exceção fica por conta de 168 boias doadas por um empresário. A ação tem a parceria da Superintendência de Defesa Civil, que cedeu seus funcionários para ajudar na fixação das boias, e do Serviço Público, que tem auxiliado na recuperação das boias que já existiam e que estavam precisando de conservação.
A retomada do projeto teve início pelo Centro (próximo à Estação Santa Luzia), Praia Grande e Bonfim porque nestes locais já existia o cabeamento com as boias, mas eles estavam podres e toda semana precisavam de manutenção.
O projeto Nado Livre utiliza uma barreira de boias para proteger os banhistas de pequenas embarcações que, em algumas ocasiões, navegam próximos a faixa de areia.
- Esse projeto foi implantado na gestão do prefeito, em 2009, e ganhou prêmios no Brasil. Ajudou não só a ordenar o turismo náutico, como a garantir uma área para o banhista, limitando o acesso de embarcações. Começamos o resgate do Nado Livre há cerca de dois meses. Não é uma ação rápida, já que estamos fazendo com nossos recursos, que são limitados – informou o presidente da TurisAngra.
A intenção da TurisAngra é de em, até dois meses, 80% de todo o projeto seja recuperado. Futuramente, o Nado Livre deve ser levado, com o apoio dos comerciantes e empresários locais, para as praias da Vila do Abraão, na Ilha Grande, Biscaia e Frade.