Milhares de fiéis saúdam São Benedito

Devotos lotam missa solene e procissão em homenagem ao santo, considerado o segundo padroeiro de Angra

Terça-Feira, 03/04/2018 | Superintendência de Comunicação .

Passava um pouco das 17h quando o espocar de fogos de artifícios anunciaram, na segunda-feira (2), o início da Procissão em homenagem ao glorioso São Benedito, considerado o segundo padroeiro de Angra dos Reis. Do lado de fora da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, milhares de fiéis receberam a imagem do santo com muitos aplausos.
Tendo à frente o Frei Fernando e o padre Luiz Carlos Zotesso, a procissão prosseguiu pelas principais ruas do centro da cidade, com paradas em alguns pontos para orações. Durante o percurso, casas estavam enfeitadas com bandeiras, velas e santos para saudar o Glorioso, que em alguns momentos também recebeu chuvas de pétalas de rosas.
O andor onde estava a imagem de São Benedito pesa aproximadamente 600 quilos e sempre é carregada por oito pessoas, que se revezam na função. Tradicionalmente, ela sai da igreja nos ombros dos membros mais antigos da Irmandade de São Benedito. Ao lado deles foram alguns devotos que disputavam um espacinho perto do santo e seguiram durante toda a procissão segurando no tecido que cobria o andor.
Os milhares de devotos seguiram o cortejo cantando louvores e fazendo orações. Uma chuva fina chegou a cair durante alguns poucos minutos, mas não atrapalhou em nada o brilho da procissão, que neste ano teve como festeiros o casal Benedita Correia da Silva e Carlos Antônio da Silva, ao lado da filha deles Carla Fernanda. A família tem um testemunho bonito de fé e devoção a São Benedito.
- Aprendi com a minha avó a ser devota de São Benedito e na gravidez da minha filha Maria meu elo com São Benedito se fortaleceu. A minha gestação foi muito turbulenta por conta de um câncer que eu tive no pescoço. Quando entrei para a irmandade, não foi para a cura do meu câncer e sim para salvar a minha filha. Conheci a história de um milagre de São Benedito que salvou uma criança que estava à beira da morte. Os médicos falavam que minha filha ia morrer, mas eu entrei na igreja suplicando a salvação dela. Minha filha acabou nascendo bem, a minha cura logo veio também. A gente se apegou muito a São Benedito para que isso viesse a acontecer e aconteceu. Temos a Maria como um milagre de São Benedito, só aumentou a nossa fé mais ainda – explicou Carla Fernanda.
Entre os fiéis que foram às ruas saudar o santo estava o prefeito e os secretários de Governo e Relações Institucionais, de Desenvolvimento Social e Promoção da Cidadania e Cultura e Patrimônio.

Missa e alvorada festiva
A programação em homenagem a São Benedito começou na segunda-feira (2) bem cedo, com a alvorada festiva, repicar de sinos, fogos e banda de música e congadas anunciando a festa.
Depois aconteceu um café da manhã no Clube Comercial e uma missa em intenção das almas dos Irmãos falecidos e benfeitores da irmandade, na Igreja Matriz.
A Igreja da Matriz foi cenário também da Missa Solene, celebrada pelo padre Luiz Carlos Zotesso e pelo Frei Fernando e que contou com a presença de centenas de fiéis. No local, foram distribuídos pães bentos e lembranças dos festejos.
A festividade continuou com um almoço no Convento do Carmo, com corte de bolo e distribuição de doces. Na parte da tarde, às 16h, houve uma missa de ação de graças na Matriz e, às 17h, teve início a tradicional procissão.
A programação será encerrada no próximo domingo (8), às 16h, com o descimento dos mastros de São Benedito e Nossa Senhora do Rosário, com a presença da venerável Irmandade, Juízes do Mastro Secular, imagem de São Benedito e fieis e devotos. Em seguida, a procissão retorna para a Igreja Matriz, encerrando os tradicionais festejos do ano.