Prefeitura pede ajuda da Força Nacional para Angra

O presidente da República recebeu das mãos do prefeito de Angra, um ofício com a solicitação e sinalizou que vai ajudar

Sexta-Feira, 09/02/2018 | Superintendência de Comunicação .

O prefeito de Angra dos Reis oficializou ontem (8) seu pedido ao Governo Federal, através da Força Nacional e do Exército Brasileiro, no combate à onda de violência que tem sido registrada no município nas últimas semanas. Ele entregou ao presidente da República, e ao ministro de Estado, o ofício nº 109/2018/GP e saiu do encontro, em Brasília, otimista. Ele aproveitou e deu a notícia de que já está sendo montando um processo para comprar 20 viaturas para doar à Polícia Militar, como forma de colaborar com a corporação, que tem passado dificuldades na execução de seu trabalho em manter a ordem e a segurança da população.
- Esta situação não pode continuar e toda ajuda será bem vinda. Angra dos Reis é uma cidade pacífica e por isso mesmo, criminosos acuados nas capitais brasileiras, acabaram migraram para cá. O presidente da República e o ministro sinalizaram que irão enviar ajuda e em breve a paz será restabelecida, - enfatizou o prefeito de Angra, completando que o município é área de segurança nacional por abrigar três usinas nucleares, duas em funcionamento, e outra em construção, e a estrada Rio-Santos, que vem sendo fechada constantemente em protestos pela paz, não pode ter o tráfego de veículos interrompido por ser rota de evacuação em caso de algum acidente nuclear.
Além das 20 viaturas, o prefeito também disponibilizou uma área para a instalação de uma nova companhia da PM em Angra e dobrou o número de PMs contratados pela prefeitura através do programa PROEIS, que utiliza policiais de folga para aumentar o efetivo de PMs nas ruas.