Licença ambiental é concedida para crematório em Angra

Documento já permite o início da construção. Serviço a ser oferecido à população é privado

Quarta-Feira, 10/01/2018 | Superintendência de Comunicação

A Prefeitura de Angra dos Reis, por meio da Secretaria Executiva de Meio Ambiente, concedeu licença ambiental prévia para a construção de um crematório, na Gamboa do Belém. O licenciamento definitivo está previsto para ser expedido em até dois anos para o empreendimento, que é privado. O prefeito entregou o documento ao empresário Edilson Moreira, com a presença do vice-prefeito, do secretário de Governo e Relações Institucionais, do secretário Executivo de Meio Ambiente, entre outras autoridades municipais, como representantes da Câmara Municipal.

“Não existem recursos públicos nessa iniciativa, é totalmente privada”, informou o prefeito. Ele ressaltou que atualmente apenas o Rio de Janeiro e Volta Redonda possuem crematórios.

Segundo o vice-prefeito, “a construção e posterior funcionamento do crematório iniciará também um processo de regularização ambiental” dos cemitérios de Angra dos Reis, que ainda não estão totalmente enquadrados na legislação.

A preocupação em seguir as leis ambientais, entre outras, foi destacada pelo empresário Edilson Moreira. “Serão instalados equipamentos modernos, que atendem ao Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama)”, afirmou.