39 bairros estão em estado de alarme pela Defesa Civil

A grande intensidade das chuvas nos últimos dias obrigou moradores de diferentes localidades a saírem de suas casas em busca de abrigo

Segunda-Feira, 08/01/2018 | Superintendência de Comunicação

Nos últimos dias a cidade de Angra dos Reis tem sofrido com a intensidade das chuvas. Na madrugada de sábado (6) para domingo (7), às 2h40, a Prefeitura de Angra, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade, através da Secretaria Executiva de Proteção e Defesa Civil, enviou o sinal de alerta via SMS para todo o município. Às 7h foi enviado o primeiro sinal de alarme para o bairro Ponta Leste, pois as chuvas atingiram a marca de 103ml³ em 24 horas. Com isso os moradores de áreas de risco tiveram que deixar suas casas e se protegerem em casas de familiares ou em pontos de apoio que são previamente definidos pela própria Defesa Civil.
Neste momento, às 11h22 de segunda-feira (8), há um total de 39 bairros sob o sinal de alarme e 20 pontos de apoio foram abertos para abrigar as pessoas que tiveram que deixar suas residências. Estima-se que, em Angra dos Reis, 40 mil pessoas moram em áreas de risco. Mesmo com o fim das chuvas é necessário aguardar a mensagem de desmobilização para retornar para casa.
Além da atenção com os moradores de áreas de risco, a Defesa Civil de Angra dos Reis também atua em ocorrências como quedas de árvores, deslizamentos de pedras e interdições de moradias. A Equipe de Operações está trabalhando junto à empresa de fornecimento de energia para desobstruir as vias de acesso ao bairro de Vila Velha e também de outras localidades. No Retiro, duas casas foram interditadas, uma delas teve uma parede destruída, mas felizmente sem vítimas. Também houve a queda de um muro no Morro do Carmo.
Várias escolas foram acionadas como pontos de apoio como: Escola Municipal Marechal Dutra (Biscaia); E.M. Raul Pompéia (Monsuaba); CIEP 302 (Jacuecanga); CIEP 055 (Areal); E.M. Frei João Moreira (Enseada); E.M. Professor Ururahy (Pontal); E.M. Brigadeiro Nóbrega (Vila do Abrão); E.M. Francisco P. da Rocha (Morro da Cruz); E.M. J. Carolino dos Remédios (Morro da Glória II); E.M. Professor J. N. Jordão (Morro do Perez); E.M. Poeta Carlos D. Andrade (Camorim Pequeno); E.M. Alexina Lowdes (Bonfim); Colégio Estadual Artur Vargas (Centro); E.M. José A. Lomeu (Morro do Abel) e E.M. Regina Célia (Morro do Carmo).
É importante estar atento as informações falsas que circulam nas redes sociais. As fontes de informações mais confiáveis sobre ocorrências com a chuva são através dos números 199 ou 3365-4588. Existe um plano de contingência da Defesa Civil que prevê o trabalho integrado entre as secretarias da prefeitura em caso de tragédia natural.