Prefeitura retoma programa de Equoterapia na Banqueta

O programa tem métodos técnico-científicos, que utiliza o cavalo como instrumento terapêutico para fins de saúde, educação e lazer

Quinta-Feira, 21/09/2017 | Superintendência de Comunicação

A Prefeitura de Angra, através da Secretaria de Saúde, em Parceria com a Sociedade Equestre de Angra dos Reis, promove nesta sexta-feira, 22, às 10h, no Haras Vila da Banqueta, Estrada Clério João da Penha Filho, 1601, Banqueta, Angra dos Reis, RJ (Antiga Estrada da Banqueta), a cerimônia de assinatura da Ordem de Serviço de prestação de assistência na área da saúde, as pessoas com deficiências e/ou necessidades especiais, que precisam de reabilitação na modalidade de Equoterapia.
A Equoterapia tem métodos técnico-científicos, que utiliza o cavalo como instrumento terapêutico para fins de saúde, educação e lazer para crianças e adultos. Um trabalho eficiente de tratamento para muitas disfunções físicas e mentais, proporcionando aos participantes perceberem suas potencialidades e minimizarem suas deficiências
A Equoterapia é aplicada como terapia na saúde e na educação, que utiliza as técnicas de equitação como agentes e princípios promotores de ganhos físicos, psíquicos e sociais. Esse tipo de atividade terapêutica facilita e exige a participação do cavaleiro, como um todo, contribuindo assim, para o aprimoramento da força muscular, do relaxamento, da conscientização do próprio corpo e o desenvolvimento aperfeiçoado do equilíbrio e da coordenação.
O programa tem abordagens multiprofissionais e interdisciplinares, buscando o desenvolvimento e o crescimento biopsicossocial de praticantes, que necessitem impulsionar suas potencialidades e minimizar suas deficiências para viverem melhor. A Sociedade Equestre de Angra dos Reis tem como coordenadora, a fonoaudióloga e especialista em psicomotricidade, Sandra Gonçalves, que há anos desenvolve o trabalho no Haras da Vila da Banqueta, com o programa da Equaterapia. À frente desta iniciativa há 20 anos, está Wander Fiúza, que através das modalidades de hipismo que acontecem no Haras da Vila da Banqueta, é realizada a equoterapia, que se divide em hiperapia, educação e reeducação e o pré-esportivo, e ainda a equitação terapêutica e o hipismo clássico.
Segundo Wander Fiúza, a equitação tem tradição em Angra dos Reis, e vem das décadas de 70 a 80. “O Haras da Vila da Banqueta funciona não só como centro de treinamento para competições e aprendizagem, mas principalmente como um centro de terapia, onde as pessoas, de todas as idades, podem desenvolver um esporte salutar, beneficiando o corpo e a mente”, disse Wander.