Cidades Empreendedoras

Angra dos Reis adere ao projeto para fortalecer as políticas públicas voltadas às micro e pequenas empresas

Quinta-Feira, 08/08/2017 | Superintendência de Comunicação

O prefeito de Angra dos Reis, Fernando Jordão, assinou nesta terça-feira (8), o Termo de Adesão ao Programa Cidades Empreendedoras, desenvolvido pelo Sebrae/RJ com a proposta de fomentar políticas públicas voltadas para as micro e pequenas empresas em 11 cidades fluminenses. A analista da gerência de Políticas Públicas do Sebrae/RJ, Flavia Guedes Gonçalves, e o coordenador regional do Sebrae/RJ na Costa Verde, José Leôncio de Andrade Neto, apresentaram o Programa, que vai aprimorar o ambiente de negócios em Angra, simplificando o trâmite dos processos e capacitando os gestores e os servidores públicos municipais. Acompanhando o prefeito estavam ainda os secretários de Governo e Relações Institucionais, Marcus Veníssius Barbosa; o de Desenvolvimento Econômico, João Carlos Rabello, o secretário Executivo de Indústria, Comércio e Serviços, Aurélio Marques, e o presidente da CDL, Valter Ornelas.
O objetivo do programa, dentre outros, é promover a desburocratização para ampliar a participação das micro e pequenas empresas locais nas compras governamentais, simplificar a abertura de novos negócios e fomentar o desenvolvimento dos pequenos negócios. “Ao aderir ao Programa, a Prefeitura colocou a micro e pequena empresa como uma das prioridades do plano de governo. Isso é fundamental para que o município desenvolva uma base econômica forte e mais estável e o Sebrae dará todo o apoio na consolidação desse processo”, afirmou o coordenador regional, José Leôncio.
Angra dos Reis foi uma das cidades escolhidas por atender a critérios como lei geral municipal implementada, densidade empresarial e ambiente favorável para desenvolvimento do programa. O próximo passo que cabe ao município é montar o Comitê Gestor do Plano Municipal de Desenvolvimento dos Pequenos Negócios, que poderá ser formado por secretários municipais e representantes da iniciativa privada.
O prefeito Fernando Jordão destacou que o Programa chegou na hora certa. “Estamos enfrentamos crises na Brasfels e na Eletronuclear, que são as grandes empresas que sustentam nossa economia. Precisamos incentivar o desenvolvimento de outros setores e investir nas micro e pequenas empresas é uma boa saída. É nos momentos de crise que precisamos nos reinventar para crescer e o Sebrae vai nos ajudar muito a transformar o ambiente de negócios em Angra”, disse Jordão.
Em formato de “game”, o programa será uma disputa entre os municípios que estarão competindo em tempo real. No final, cada um será classificado por seu desempenho. Todas as informações, painéis e relatórios estarão disponíveis em uma ferramenta virtual, aberta ao público para consulta. Os outros municípios do Estado envolvidos são Campos dos Goytacazes, Duque de Caxias, Itaperuna, Niterói, Nova Iguaçu, Nova Friburgo, Petrópolis, São Pedro D’Aldeia, Três Rios e Volta Redonda.
Durante a reunião, o ex-prefeito de Três Rios e embaixador do Programa, Vinícius Farah, que por duas vezes venceu o prêmio Prefeito Empreendedor, participou da reunião e dividiu sua experiência sobre gestão empreendedora. Farah contou que através de uma forte parceria com o Sebrae transformou a cidade de Três Rios, uma pequena cidade de interior, em um modelo nacional de desenvolvimento econômico. Valorizar e executar a lei geral, fazer rodadas de negócios para aproximar pequenas e grandes empresas e desburocratizar os processos de abertura e legalização foram algumas das ações implementadas.
“Assumi a prefeitura com orçamento próprio de 74 milhões e saí com 400 milhões, e a marca de 2.462 empresas e mais de quatro mil microempreendedores. Cerca de 93% das compras públicas eram de empresas locais. Consegui isso implementando políticas voltadas ao fortalecimento das pequenas empresas e o Sebrae tem todos os instrumentos para ajudar os prefeitos nesta tarefa”, disse Farah.