Prefeito pede mais segurança para Angra ao governador Pezão

Fernando Jordão solicitou reforço no efetivo da PM e ações mais frenquentes e efetivas no município. Governador Pezão disse que vai tomar providências

Quinta-Feira, 07/08/2017 | Superintendência de Comunicação

O prefeito, Fernando Jordão e o secretário de Governo e Relações Institucionais, Marcus Venissius Barbosa, tiveram na manhã desta segunda-feira (7), uma audiência no Palácio Guanabara, com o governador do Estado, Luiz Fernando Pezão, e com o Coronel Wolney Dias Ferreira, Comandante-Geral da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro. Atendendo a um convite do prefeito, o presidente da Câmara, o vereador José Augusto, também participou do encontro.
Fernando Jordão solicitou ao governador reforço no efetivo da PM e ações mais frenquentes e efetivas no policiamento ao município. Governador Pezão disse que vai tomar providências sobre o pedido de Angra dos Reis, e durante a audiência, Luiz Fernando Pezão convocou para a reunião o Comandante-Geral da PM, que ouviu atentamente os apelos do prefeito, quanto à falta de segurança mais efetiva e eficiência na cidade.
Essa audiência com o governador para tratar do assunto segurança pública em Angra já estava agendada desde a semana passada, e o caso do ato de violência praticado contra uma família de turistas estrangeiros neste domingo (6), veio reforçar a pauta de reivindicações junto ao Governo do Estado, em relação à insegurança pública que os cidadãos e o município vêm vivendo. O prefeito disse que além do reforço no efetivo da PM na cidade, vai à Brasília, na esfera do Governo Federal, também pedir ajuda para a segurança de Angra, e pedir a ajuda de tropas das Forças Armadas e Nacionais.
“Disse ao governador Pezão e ao Comandante-Geral da PM do Estado, Cel. Dias, que Angra precisa urgentemente de uma segurança pública mais efetiva e com ações continuadas no policiamento militar no município. À nossa população está sofrendo na pele à intranquilidade de ir às ruas, o medo de ser assaltada e levar um tiro. O governador vai atender os nossos apelos e já pediu providências para o Cel. Dias. Mas vamos também pedir ajuda ao Governo Federal”, disse Fernando Jordão, prefeito de Angra.