União pelo desenvolvimento do turismo

Ministro do turismo, senador e deputado federal visitam Angra para conhecer detalhes de projetos que possam qualificar a atividade econômica

Segunda-Feira, 17/02/2020 | Superintendência de Comunicação .

O projeto do governo federal, em parceria com a prefeitura, para desenvolver e qualificar o turismo em Angra dos Reis deu um passo a frente hoje (17). Depois dos vários encontros realizados entre as equipes técnicas, a cidade recebeu a visita de uma comitiva formada pelo ministro do Turismo; um senador, um deputado federal e o Secretário de Ordem Pública.
A comitiva chegou ao aeroporto de Angra a bordo de dois helicópteros e foi recebida pelo prefeito. Ali mesmo, em uma sala reservada, aconteceu a apresentação de três importantes projetos que prometem ajudar a alavancar o desenvolvimento do turismo da cidade.
Primeiro, os representantes da concessionária Angra Aero-Porto, administradora do Aeroporto de Angra, falaram sobre a ampliação do empreendimento, projeto que vem sendo sonhado há muitos anos.
Com a concretização das obras, a pista passará para 1.300 metros e vai receber aviões com capacidade para 15, 19 lugares. A implantação de vôos regionais pode se tornar realidade e conversas com empresas já acontecerem. Justificando a importância da obra, os administradores informaram que, somente no Ano Novo, ocorreram 500 pousos no aeroporto.
A ideia do projeto vai além da ampliação da pista. Está incluída a construção de um Centro de Convenções que terá acesso por terra, ar e mar. A expectativa é de que, em maio, ocorra a licitação para as obras do aeroporto, que já possuem as licenças necessárias. A apresentação terminou com um vídeo mostrando como ficará o espaço depois das melhorias.
Em seguida, o escritório de arquitetura, Def Projetos, apresentou o projeto da Marina Porto São Bento, que pretende “requalificar o Centro de Angra, tanto para seus habitantes quanto para o turismo, tornando a cidade em si um atrativo e não apenas pinro de chegada e partida para o mar”.
A Marina Porto São Bento vai contar com terminal internacional para a parada de transatlânticos, marinas seca e molhada, hotel, centro de convenções, entre outras benfeitorias. Só de empregos diretos, seriam criadas quatro mil vagas.
O diretor da Splenda, nova administradora do Porto, também realizou uma apresentação envolvendo os novos objetivos do porto de Angra. A ideia é desenvolver projetos voltados para o turismo e apoio offshore.
O objetivo é integrar o novo porto com os projetos turísticos da prefeitura e isso se daria com a reforma e ampliação do Cais da Lapa, que receberia entre outras melhorias, lojas e praça de alimentação. Para que isso aconteça serão necessários alguns investimentos, como: ampliação do canal de acesso para permitir navegação de transatlânticos; construção de píer com atracação de navios e a construção de terminal de passageiros com serviços ao turista.

AGRADECIMENTOS

Após as apresentações, o prefeito fez o uso da fala e já começou agradecendo ao presidente da República pelo interesse em investir na cidade.
- Eu sou prefeito de Angra pela terceira vez e, pela primeira vez, um presidente da República enviou seu ministro do Turismo para ser o interlocutor com o município. Uma equipe de 12 pessoas está trabalhando com a nossa equipe, já veio aqui duas vezes, também já fomos lá em Brasília. Está acontecendo uma sinergia entre o governo federal e Angra – comemorou o prefeito.
O prefeito também agradeceu pela agilidade do atual governo em liberar as obras para a duplicação da Avenida Ayrton Senna. Ele, inclusive, convidou o senador , o presidente da República e o ministro da Infraestrutura para a inauguração da via. Essa obra vai acabar com um antigo gargalo no trânsito, o que facilitará o trânsito para os moradores e também para os turistas que visitam a cidade.
O senador garantiu que o governo federal vai tirar do papel os projetos que vêm sendo travados e que impedem o progresso do turismo. Ele também fez um anúncio que vai somar ao projeto de transformar Angra em uma Cancun.
- Essa semana ainda estou dando entrada, no Congresso, na Frente Parlamentar pela Cancun brasileira. Eu já apresentei o projeto para transformar a Costa Verde em uma região de interesse turístico porque é óbvio que qualquer um que tenha o mínimo de percepção vê um enorme potencial. A presença do ministro fala bastante sobre a prioridade que vamos dar para essa região – informou o senador.
Outra novidade anunciada pelo senador é a construção de um novo posto da Polícia Rodoviária Federal em Angra.
- Eu já consegui disponibilizar R$ 4 milhões para a construção de um grande posto da PRF aqui em Angra dos Reis, na beira da Rio-Santos. Temos também que trazer a segurança pública cada vez com mais força para cá. O ministro Moro também informou que fará o que estiver ao alcance dele para aumentar o efetivo. Há um esforço de todos os atores para que Angra possa voltar a viver em paz, com tranquilidade. Contem com esse humilde soldado que veste a camisa da Costa verde – disse.
O ministro foi o último a falar e reforçou a importância de obras de infraestrutura para o desenvolvimento do turismo.
- Para fazer turismo precisamos de acesso, por isso devemos ampliar o aeroporto e duplicar estradas como a Avenida Ayrton Senna e a rodovia Rio-Santos. O turismo se faz com acesso, com a integração dos modais de transporte – afirmou.
O ministro disse que a equipe do ministério do Turismo foi enviada para checar todos os gargalos, tudo o que precisa ser remodelado para que Angra possa ser verdadeiramente a nossa Cancun.
- Será a Cancun do ponto de vista do volume de turista, respeitando o meio ambiente. Obviamente, a legislação precisa ser mudada. Precisamos sair da era da república das bananas, temos que entender que o desenvolvimento do Brasil, principalmente do turismo, pode sim andar lado a lado com o respeito e a conservação do meio ambiente. Precisamos retirar os excessos que impedem de desenvolver sobretudo a geração de emprego – destacou o ministro.
O ministro ainda lembrou que o Governo Federal está próximo de liberar mais de R$ 15 milhões para serem investidos em projetos turísticos de Angra. A verba será destinada para adequação e junção do Cais dos Pescadores do Cais de Santa Luzia, para iluminação de monumentos históricos e construções do píer da Costeirinha, do centro de convenções, do mirante da praia das Gordas, do polo cultural da Vila Histórica de Mambucaba e do Centro de Informações Turísticas.
Após a fala das autoridades, aconteceu uma rápida entrevista coletiva. A reunião no aeroporto foi acompanhada ainda por vereadores e pelo presidente da Companhia Docas do Rio de Janeiro.
A agenda da comitiva terminou com uma ida até a praia de Jaconema, na Enseada de Bananal, na Ilha Grande, para que o ministro, o senador e o deputado pudessem conhecer a criação de vieiras e de bijupirá. Em seguida, eles realizaram um sobrevoo pela Ilha Grande.