Realizada campanha de saúde

13/06/2017

Profissionais da prefeitura divulgaram informações sobre várias doenças

Profissionais da Secretaria Municipal de Saúde fizeram uma campanha de prevenção e divulgação de informações sobre várias doenças na segunda-feira, dia 12, perto da Estação de Santa Luzia, no Centro. O evento consistiu na distribuição de material informativo, escovas de dente, preservativos masculinos (“camisinhas”) e palestras para estudantes de escolas que visitaram o local. “As informações sobre as diversas doenças e os meios de prevenção estão todas relacionadas, por isso temos essa campanha”, disse a dentista Ana Carolina Dyminski, que trabalha em uma unidade da Estratégia de Saúde da Família (ESF).

Dados sobre a exploração sexual de crianças e adolescentes, auto-exame bucal, orientação nutricional, infecções sexualmente transmissíveis (IST), Aids, câncer de boca, “doença do beijo” (mononucleose), anti-tabagismo, meningite C e HPV (Papiloma Vírus Humano) entre outros, foram expostos e explicados ao público. Um dos destaques foi o cuidado com a alimentação, principalmente para as pessoas que fazem atividades físicas. “Uma alimentação equilibrada supre todas as necessidades, sem haver obrigatoriedade de ingerir suplementos”, explicou a nutricionista Andréa Paiva Martins, da Secretaria Municipal de Saúde. A equipe que atuou na campanha foi composta também por profissionais de psicologia, assistência social e enfermagem.

Alunos de algumas escolas fizeram visitas agendadas e receberam informações sobre saúde, principalmente sobre o uso dos preservativos feminino e masculino (“camisinha”), sífilis e outras doenças, por meio de palestras da equipe da prefeitura. Houve também exposição de informações sobre higiene bucal, escovação de dentes, cáries, entre outros cuidados.

Confira alguns cuidados com a saúde, segundo o material divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde.

TÉCNICAS CORRETAS DE ESCOVAÇÃO

- Coloque a escova em um ângulo de 45 graus em relação à gengiva. Movimente a escova, afastando-a da gengiva;

- Escove delicadamente as partes internas, externas e de mastigação de cada dente com movimentos curtos de trás para frente;

- Com cuidado, escove a língua para remover bactérias e purificar o hálito;

- Use aproximadamente 40 centímetros de fio dental, deixando um pedaço livre entre os dedos;

- Siga, com cuidado, as curvas dos dentes;

- Não esqueça de limpar além da linha gengiva, mas não force muito o fio dental contra a gengiva.

VERMINOSES
As verminoses, também conhecidas como lombriga e “amarelão”, são infecções no intestino provocadas por vermes ou parasitas. As verminoses podem causar sérios problemas à saúde, como anemia, perda de peso, dores abdominais, sangramentos intestinais e diarreias. Além disso, as crianças podem ter retardo no crescimento e dificuldades de aprendizagem.

Quem pode ter?
Pessoas de todas as idades, principalmente crianças.

Formas de contágio das verminoses
Ingerir água ou alimentos contaminados; comer frutas, verduras ou legumes crus e mal lavados; andar descalço em locais contaminados com fezes.

Prevenção
As verminoses podem ser prevenidas com bons hábitos de higiene, como: lavar as mãos com água e sabão; cortar as unhas; andar sempre calçado; usar o banheiro para fazer suas necessidades; lavar bem os alimentos antes de comê-los; beber água tratada ou depois de fervida.

HANSENÍASE
A hanseníase é uma doença que atinge principalmente a pele e os nervos, podendo afetar também o rosto, os braços, as pernas as mãos e os pés. Se não for tratada ela pode causar incapacidades ou deformidades nas mãos, nos pés, no nariz, nas orelhas ou nos olhos.

Como é transmitida?
A hanseníase pode atingir mulheres e homens, adultos e crianças e é transmitida de uma pessoa para outra por meio de contato próximo e prolongado. Pessoas com hanseníase param de transmitir a doença imediatamente depois que iniciam o tratamento.

Sintomas
Manchas esbranquiçadas ou avermelhadas; manchas dormentes (com diminuição da sensibilidade); dormência nos pés, caroços avermelhados ou castanhos.

TUBERCULOSE
A tuberculose é uma doença infecciosa causada por um micróbio chamado Bacilo de Koch, que atinge principalmente os pulmões.

Como é transmitida?
A transmissão da tuberculose se dá de uma pessoa para outra pelo ar, quando o doente com tuberculose no pulmão tosse, espirra ou fala.

O que sente um doente com tuberculose com pulmão?
O sintoma mais comum da tuberculose pulmonar no adulto é a tosse, com ou sem catarro. Outros sintomas são: febre (mais frequente na parte da tarde), suores noturnos, falta de apetite, emagrecimento e cansaço fácil.

O que pode ser feito para evitar a tuberculose?
A melhor forma de evitar a transmissão da tuberculose é descobrir a doença o mais cedo possível e fazer o tratamento correto. Também ajuda se o doente cobrir a boca e o nariz, ao tossir ou espirrar, e manter a casa bem ventilada, abrindo a janela para permitir a entrada de ar e da luz do sol.

CUIDADOS COM A ALIMENTAÇÃO
1. Aumente e varie o consumo de frutas, legumes e verduras

2. Coma feijão pelo menos uma vez por dia

3. Reduza o consumo de alimentos gordurosos, como carnes com gordura aparente, salsicha, mortadela, frituras e salgadinhos para no máximo uma vez por semana.

4. Reduza o consumo de sal.

5. Faça pelo menos três refeições e um lanche por dia. Não pule as refeições, para lanche e sobremesa prefira frutas.

6. Reduza o consumo de doces, bolos, biscoitos e outros alimentos ricos em açúcar para no máximo duas vezes por semana.

7. Reduza o consumo de álcool e refrigerantes. Evite o consumo diário. A melhor bebida é água!

8. Aprecie a sua refeição. Coma devagar.

9. Mantenha seu peso dentro dos limites saudáveis: veja em uma unidade de saúde se seu Índice de Massa Corporal (IMC) está entre 18,5 e 24,9. Para calcular o IMC basta dividir o peso (em Kg) pela altura, em metros, elevada ao quadrado.

10. Seja uma pessoa ativa. Acumule 30 minutos de atividade física todos os dias. Caminhe pelo seu bairro, suba escadas, não passe muitas horas vendo televisão.

O telefone do Disque Saúde, da Ouvidoria do Sistema Único de Saúde (SUS), é 136. Mais informações podem ser obtidas também no site do Ministério da Saúde, www.saude.gov.br.