Em pauta a implantação da Faculdade de Saúde de Angra

08/06/2017

Grupo especializado apresenta proposta de começar o projeto com a Faculdade de Odontologia

Hoje (08) pela manhã aconteceu uma importante reunião no salão nobre da prefeitura com representantes de um grupo de empresários especializado em construir e operar faculdades no Brasil. Pelo potencial identificado na região e seu entorno, o interesse desses empreendedores é criar na cidade a Faculdade de Saúde de Angra dos Reis, iniciando com o curso de odontologia. E equipe da prefeitura demonstrou total interesse no projeto por sua importância educacional e econômica para o município e já fixou o prazo de 15 dias para um novo encontro, quando serão apresentadas as áreas em potencial para a instalação deste campus, além do levantamento da documentação necessária para a formação desta parceria. Uma vez tudo acertado, a implantação desta faculdade demoraria cerca de dois anos.
O encontro foi agendado pelo presidente da Câmara, vereador José Augusto Araújo Vieira e o secretário municipal de Governo e Relações Institucionais, Marcus Veníssius Barbosa, demonstrando total interesse no tema, chamou representantes das secretarias envolvidas para assegurar respostas a todos os questionamentos e assim, agilizar mais o processo.
A ideia foi apresentada aos presentes, bem como o Plano de Desenvolvimento Institucinal da Faculdade, contrapartidas do município entre outros detalhes, que deverão ser discutidos mais detalhadamente em breve. Neste primeiro momento, o governo tem a missão de encontrar uma área adequada a esta instalação, que é uma das obrigações do Executivo neste processo.
Participaram da reunião, além do presente da Câmara e do secretário de Governo, os secretários Executivo de Saúde, Renan Vinícius Santos de Oliveira e de Obra, Luciene Jordão Rabha; os secretários de Educação, Stella Salomão; de Desenvolvimento Econômico, João Carlos Rabello; Procuradora, Márcia Paiva; O grupo foi representado pela gestora do projeto de Angra, Dra. Lidiane Amaral.
- Este projeto irá beneficiar não apenas Angra dos Reis, mas toda a região Costa Verde e do Vale do Paraíba Paulista. Serão cerca de 3,5 milhões de pessoas beneficiadas, além da valorização da cidade, que passará a receber toda a movimentação de uma faculdade deste porte, beneficiando o comércio, o setor de locação de imóveis e a economia do município também – declarou o secretário Marcus Veníssius Barbosa.
O presidente da Câmara ficou muito satisfeito com a atenção dada ao assunto. “Fiquei muito satisfeito de ver a boa aceitação por parte da equipe do governo municipal. Este projeto é muito importante para Angra e a cidade só tem a ganhar com a criação desta faculdade. O que depender da Câmara estaremos à disposição para ajudar, - afirmou José Augusto.
Esta foi a primeira reunião para tratar do assunto e ainda acontecerão outras até se decidir o modelo da parceria que será firmada entre as partes.