Saae complementa ações para saneamento básico na Ilha

27/03/2017

O complemento de ações para o saneamento básico na Vila do Abraão, na Ilha Grande, é do Prodetur(Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo)

Saae complementa ações ao Prodetur
para saneamento básico na Ilha Grande

Representantes do Saae (Sistema Autônomo de Àgua e Esgoto) e da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade, tiveram recentemente uma reunião na Secretaria de Estado de Ambiente, no Rio, onde foi conversado sobre o complemento de ações para o saneamento básico na Vila do Abraão, na Ilha Grande, do Prodetur(Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo), que prevê obras de saneamento, drenagem, e urbanização do local.
A prefeitura foi representada pelo presidente do Saae, Paulo César de Souza e pelo secretário de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade, Alexandre Giovanetti. O encontro foi com autoridades e técnicos dos governos estadual e federal, e órgãos ambientais, como Inea (Instituto Estadual do Ambiente), Secretaria de Estado de Ambiente, Prodetur e Funbio (Fundo Brasileiro para a Biodiversidade).
“Com o aceno, por parte do secretário André Corrêa, na possibilidade de atendimento ao saneamento da Ilha Grande, o Saae fez o dever de casa para apresentar as ações complementares ao Prodetur, para tentar recursos do Funbio, que atua estrategicamente em parcerias que viabilizam investimentos socioambientais. Um excelente trabalho do PC e sua equipe.“, afirmou Giovanetti.
Os complementos às ações, o qual o Estado tem a expectativa de retomar as obras em maio, foram divididas em 3 etapas: complementações de sistemas coletivos de esgoto nas principais localidades da Ilha (Abraão, Provetá e Araçatiba), implantação de soluções simplificadas de esgotamento sanitário nas localidades menores, e ações complementares como aquisição de equipamentos e materiais laboratoriais.
Estas implementações se baseiam na solução sanitária da Ilha Grande, além de um triturador para resíduos verdes (oriundos de podas e quedas de árvores) que facilitarão o serviço público no destino deste tipo de material, totalizando investimentos na ordem de R$ 40 milhões.
“Uma grande preocupação desta nova gestão é a preservação da nossa baía, esse grande presente natural que temos. Não queremos para a baía da Ilha Grande, o mesmo destino da baía de Guanabara, com condições impróprias de balneabilidade. Para isso, a preocupação e investimentos na área de saneamento são fundamentais“, afirmou Giovanetti.