Equipe se desdobra para responder reclamações dos moradores

09/01/2017

Moradores reclamaram de falta de água, campings irregulares, acúmulo de lixo na Ilha Grande, entre outros.

Mal o governo Fernando Jordão assumiu e a prefeitura começou a receber uma enxurrada de reclamações vindas de todas as partes do município. Mesmo durante a campanha eleitoral, a situação caótica da cidade já era de conhecimento público, portanto, ambos, o prefeito Fernando Jordão e o vice-prefeito, Manoel Parente, já sabiam que iriam encontrar muitos problemas. E a resposta está sendo rápida, com muita disposição por parte dos trabalhadores contratados e mesmo dos servidores públicos de carreira, que estão colaborando de forma contundente para tentar solucionar todas as demandas. Só para se ter uma ideia, nos cinco primeiros dias do ano, muitas ações foram realizadas, atendendo às solicitações dos moradores.

Interrupção no fornecimento de energia
elétrica pela queda de galhos de árvore

Na noite do dia 5 de janeiro, véspera do aniversário de 515 anos de Angra dos Reis, uma forte ventania derrubou alguns galhos e árvores, interrompendo o fornecimento de energia elétrica no trecho entra o centro da cidade e o Bonfim. Imediatamente uma equipe da Defesa Civil e outra do Serviço Público entraram em ação, removendo esses galhos e árvores, restabelecendo, junto a Enel (antiga Ampla) o fornecimento de energia quase que imediatamente.

Acampamento irregular em praias

Ainda durante as festividades de aniversário de Angra dos Reis, turistas armaram barracas de camping no final da Praia Grande e também na Praia da Figueira, se instalando no local, o que é terminantemente proibido. Assim que a equipe da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, através da Secretaria Executiva de Meio Ambiente, tomou ciência do fato, se dirigiu até o local e conversou com os infratores, convencendo-os a se retirar da praia e se dirigir para outro local mais apropriado. O problema foi resolvido horas depois.

Falta de água nos Morro do Centro

Outra reclamação dos moradores, desta vez, dos que residem no Morro da Cruz e em outros morros do Centro, é sobre a qualidade da água recebida nas torneiras das casas do bairro e a falta de fornecimento da mesma, que vem sendo interrompida com frequência nesses bairros. O secretário de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade, Alexandre Giovanetti, mobilizou sua equipe e verificou que o abastecimento de água no Morro da Cruz e em outros morros, é feito pela Cedae. Vale ressaltar que, de acordo Giovanetti, independente de ser uma área atendida pelo Saae ou pela Cedae, a água é proveniente do sistema Cedae. Como a bomba da Cedae que joga a água para o Centro deu problema na quarta-feira passada (dia 4), o fornecimento foi interrompido. A Cedae enviou uma equipe para o local e o problema foi resolvido ontem (dia 8). O fornecimento ainda não foi normalizado porque o sistema demora de 24 a 48h para voltar a funcionar em sua totalidade.

Lixo na Vila do Abraão – Ilha Grande

A Vila do Abraão estava cheia de lixo acumulado durante as festividades de final de ano. Após receber a denúncia, A secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade, através da Secretaria Executiva de Serviço Público, entrou em contato com a Limppar, empresa responsável pelo recolhimento de lixo no município, e agiu de forma enérgica, cobrando uma solução imediata do problema. “No mesmo dia, todo o lixo acumulado foi recolhido e toda a demanda acumulada foi sanada. A empresa está mandando diariamente dois barcos, ao invés de um, o serviço tem sido feito até de madrugada e estamos emitindo ofícios à empresa para notificar e multar, uma vez que não tem capacidade técnica. Foi aberto prazo para defesa e acreditamos que, a partir da semana que vem, as multas começarão a se concretizar”, disse Giovanetti.

Piscina abandonada em colégio estadual

A denúncia de que a piscina do colégio estadual Ceav está abandonada e cheia de água parada, o que pode colocar em risco a saúde pública do município, mobilizou a Secretaria de Saúde da cidade. Segundo o secretário da pasta, Gustavo Villa, uma equipe já está em contato com a direção do colégio para tomar as devidas providências o mais breve possível.

Falta de energia no Hospital da Japuíba

Outro problema denunciado por moradores foi a falta de energia elétrica no Hospital Geral da Japuíba, no sábado (dia 7). Segundo o secretário Municipal de Saúde, Gustavo da Villa, o ocorrido foi um problema técnico no gerador do prédio e já foi totalmente solucionado.